Topo

Game of Thrones


Bronn de "Game of Thrones" foi astro pop e passou dez anos sem atuar antes da série

Jerome Flynn como o Bronn de "Game of Thrones" e na dupla Robson & Jerome, nos anos 1990 - Divulgação e Reprodução
Jerome Flynn como o Bronn de "Game of Thrones" e na dupla Robson & Jerome, nos anos 1990
Imagem: Divulgação e Reprodução

Beatriz Amendola

Do UOL, em Londres*

17/04/2019 04h00

Quem acompanhou as aventuras de Bronn, o mercenário bom vivant de "Game of Thrones", pode não imaginar, mas seu intérprete, Jerome Flynn, foi popstar em um passado não tão distante assim - e teve o single mais vendido do Reino Unido em 1995, um ano antes de o autor George R. R. Martin iniciar suas "Crônicas de Gelo e Fogo".

Na época, Flynn era uma das estrelas da série britânica "Soldier Soldier", que ficou no ar de 1991 até 1997 contando a história de um grupo de soldados. Após ele e o colega Robson Green aparecerem em cena cantando uma versão de "Unchained Melody", a emissora ITV recebeu uma enxurrada de pedidos para liberar a música na versão dos atores. A reação do público chamou a atenção do superprodutor Simon Cowell, que conseguiu convencer os dois a formarem uma dupla - Robson & Jerome - e lançarem o single, que venderia quase 2 milhões de cópias.

A dupla teve uma vida curta, mas bem-sucedida, com dois álbuns lançados em dois anos e milhões de cópias vendidas. Foi o suficiente para que o passado musical de Flynn fosse lembrado - e não de uma forma muito lisonjeira - assim que teve seu nome anunciado entre os atores escalados para "Game of Thrones".

Em entrevista ao UOL e a um grupo de jornalistas em Londres, Flynn, hoje com 56 anos, disse que foi surpreendido pela forte reação dos fãs quando se aventurou a ler blogs sobre a saga literária. "Eles estavam comentando sobre a escalação, dizendo 'que elenco ótimo, maravilhoso'. Até que chegou em 'Jerome Flynn'. Teve um cara que disse que era o pior dia da vida dele. As pessoas não conseguiam ligar esse personagem loiro de olhos claros, que cantava, com Bronn, esse cara durão. E eu pensava: 'sério? É essa a impressão que eu deixei?'"

Segundo o ator, os criadores da série, David Benioff e D.B. Weiss, não tinham qualquer conhecimento de seu passado como cantor na época em que ele foi escalado. "Eles são americanos, então não tinham nenhuma ideia da história por trás quando viram o meu teste. Graças a Deus, porque acho que esses não teriam dado o papel para mim", brincou.

Por isso, Flynn ficou até surpreso quando Bronn pôde soltar a voz em algumas cenas. A mais famosa acontece na quinta temporada da série, quando ele canta "The Dornishman's Wife" durante sua jornada por Dorne ao lado de Jaime Lannister, vivido por Nikolaj Coster-Waldau. "Acho que ele não tinha ideia de quão popular era o cavalheiro com quem ele estava trabalhando", disse, fazendo graça do colega dinamarquês com quem dividia a entrevista. "Ele está absolutamente certo. Mas eu tenho muito orgulho deste homem", respondeu Nikolaj.

A título de curiosidade: Enquanto os dois se divertiram no set da série, o mesmo não pode ser dito de Flynn e outra Lannister: Lena Headey, a Cersei. Segundo o jornal britânico "The Telegraph", os dois namoraram em 2002 e terminaram mal, a ponto de não se falarem nem durante as gravações de "Thrones", mais de uma década depois.

Dez anos sem atuar

Jerome Flynn ainda não sabe como será seu futuro pós-"Game of Thrones". Por enquanto, seu único projeto confirmado é uma aparição em "John Wick 3", ao lado do astro Keanu Reeves. "Eu posso não atuar mais. Eu não aparecia nas telas há dez anos [ai ser escalado para 'Thrones']", explicou.

Antes do épico da HBO, o último trabalho do ator na TV havia sido na série "Badger", que ficou no ar de 1999 a 2000. Longe da atuação, ele foi morar no País de Gales - onde, anos mais tarde, foram realizados testes para "Game of Thrones". "Meu agente disse 'vai acontecer isso aqui na cidade'. Eu odeio fazer testes, mas de repente aconteceu. Meu Deus, é incrível ser parte disso".

Questionado sobre como se sentiu ao saber como a série termina, Flynn disse ter aprovado o trabalho de Benioff e Weiss. "Acho que é duro com tanta pressão. Como eles vão fazer isso e ainda deixar as pessoas felizes? Mas acho que eles fizeram um trabalho incrível".

*A repórter viajou a convite da HBO

Mais Game of Thrones