Topo

Música


Simone & Simaria lembra quando cantava com Frank Aguiar: "Não ganhava muito bem não"

Reprodução/Globo
Simone & Simaria no "Domingão do Faustão" Imagem: Reprodução/Globo

Jonathan Pereira e Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

2019-03-31T19:47:08

31/03/2019 19h47

Simone e Simaria falaram da vida ao serem homenageadas no "Arquivo Confidencial" do "Domingão do Faustão". Entre tantas temas, elas lembraram da primeira vez que se apresentaram no programa da Globo, há 20 anos, como backing vocal de Frank Aguiar.

"Não ganhava muito bem não [cantando com ele], vou falar a verdade", disse Simone, arrancando risos da plateia. "Mas ele foi muito importante pelo aprendizado. "A dupla ficou cinco anos cantando ao lado do Cãozinho dos Teclados, saindo do grupo para tentar a carreira solo em meados da década de 2000.

Unidos como dupla

Afastando rumores de carreira solo, as duas disseram que, apesar das diferenças, se entendem.

"Somos muito diferentes uma da outra, mas a gente se completa. Cada uma tem seu jeito de ser, e somos muito abençoadas", conta Simone.

"Temos muito amor. Tentam jogar uma contra a outra, mas é amor de irmã, para toda vida. A gente briga, discute, nós só não 'briga' na porrada'", completa a parceira.

Estudos e luta

Simaria também relembrou a dificuldade para estudar e cantar na adolescência. "A professora tinha tanta dó que mandava eu dormir. Desmaiei três vezes em um ano, por conta da quantidade de shows. É que eu queria terminar o segundo grau para que, se não desse certo, ser alguém na vida".

Ela também acredita que ambas souberam superar tudo o que passaram com garra.

"A vida é assim, temos o dom incrível de levar porrada, cair e levantar de novo. Quando alguém tenta derrubar nós duas, digo 'você vai me pagar, miserável'".

Tuberculose

O período que Simaria lutou contra a tuberculose, no ano passado, também foi lembrado."Ela estava magrinha, enfrentou a doença. Ficava perguntando dos shows, falei: 'você quer morrer no palco?'. A gente está junto e daqui para a frente vai ser muito bom", disse o marido, Vicente Escrig.

A cantora se derreteu com a declaração. "Meu marido é um cara incrível! Não fica pegando no meu pé, não é ciumento, não enche meu saco, me apoia em tudo. Quando saí da banda de forró, falei 'não quero, vai sobrar tudo para mim', e ele me empurrou para a frente".

Kaká Diniz, marido de Simone, também comentou o assunto. "Ela sentia falta da irmã no palco nos meses em que cantou sozinha. Sou muito orgulhoso de ser seu marido, companheiro". Ela também é só elogios ao amado. "Um coração muito bom. Agradeço muito a Deus por ter me dado esse presente".

A mãe, Mara, foi lembrada. "Imagina o sofrimento da nossa mãe, sem poder ver a gente tendo de trabalhar. Hoje eu entendo tudo e te amo muito, te agradeço. A senhora é uma mulher da zorra, muito honesta, e graças à senhora somos quem somos hoje", declarou-se Simaria.