Topo

Pop


Sofia Reyes sobre Anitta: "Ela é louca e fala o que pensa, e eu amo isso"

A cantora mexicana Sofia Reyes, que está no Brasil divulgando o trabalho - Divulgação
A cantora mexicana Sofia Reyes, que está no Brasil divulgando o trabalho Imagem: Divulgação

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

28/03/2019 04h00

A nova parceria internacional de Anitta, "R.I.P.", música letra trilíngue com participação da britânica Rita Ora, jogou holofotes sobre uma estrela mexicana ainda pouco conhecida no Brasil, mas que é sucesso lá fora e acaba de estrear na lista dos artistas latinos mais ouvidos dos Estados Unidos.

Cantora, compositora e atriz, Sofia Reyes, 23 anos, tem no currículo um disco de estúdio --"Louder!" (2017)-- e sete singles, além de diversas colaborações que vão de Prince Royce a Jason Deluro. Se você curte pop sem preconceito com sotaque espanhol, é melhor ir guardando esse nome.

A jovem quer se firmar no mercado seguindo as próprias regras, misturando inglês e espanhol em suas composições, inspirada em gente como Shakira. Para ela, a chave do sucesso é se manter cercada de artistas e produtores jovens, talentosos e antenados, que de fato entendam do "metiê", e Anitta faz parte desse time.

UOL - Você sempre lançou músicas bilíngues. Por quê?

Sofía Reyes - O interessante do meu projeto é que não comecei no México cantando em espanhol e depois fui para Los Angeles cantar em inglês. Sempre cantei nos dois idiomas. Sinto que não tive que passar por essa transição para o inglês, sabe? Eu e minha equipe decidimos começar algo do zero. No início era um pouco difícil, porque muitos não entendiam por que eu, mexicana, cantava e falava em inglês. Mas, no fim das contas, acho que música é música, não importa a língua. Se é bom é bom.

Como foi gravar "R.I.P" com Anitta e Rita Ora?

Confesso que me sinto muito honrada em ter tido a chance de gravar com elas. Estamos muito empolgados com essa música. Eu conheci Anitta uns anos atrás e já queria fazer algo com ela. Fomos atrás disso. Conseguir concretizar essa música é uma realização inacreditável para mim. Rita é a melhor. A amo muito. Na verdade, as duas são incríveis. Sou fã de ambas.

Anitta, Sofia Reyes e Rita Ora - Divulgação
Anitta, Sofia Reyes e Rita Ora
Imagem: Divulgação

Como conheceu Anitta?

A conheci em um programa no México anos atrás. Ela é uma das artistas da família Warner. Já sabíamos da existência uma da outra. Lembro que estava com uma amiga e foi tipo "Ei, você é a Sofia!", e eu respondi: "Ei, você é Anitta!" Foi muito caloroso. Aí fomos à festa do programa, e estavam tocando música eletrônica. Lembro de a Anitta chegar e dizer na lata: "Por que não estão tocando reggaeton?!". Ele ficou realmente brava! (risos). Ela queria rebolar. Ela é ótima.

Para alguns, Anitta tem uma personalidade "difícil". Para outros, extremamente "fácil". Qual das Anitta você conheceu?

Acho que a Anitta "louca" (risos). Sério, eu adoro o fato de ela dizer o que pensa. Adoro ela vir do nada e dizer algo inesperado, sem ser de um jeito ruim ou malvado. Porque minha personalidade é exatamente oposta a isso. Acho que eu penso demais. Sempre penso: "Devo dizer isso ou não?". E acabo não dizendo nada. É bom fazer como Anitta. Acho que isso é um dos motivos de ela ser tão popular. É inato de sua personalidade.

O público brasileiro tem certa resistência ao pop cantado em espanhol. Como espera superar essa barreira?

Essa é uma boa pergunta e difícil. Eu espero que "R.I.P." me ajude a ficar mais e mais popular por aqui. Quero muito conhecer o país. Estou no Rio, e é meu único contato até aqui. Amos os sons do Brasil. Estar aqui é como estar em família, com amigos. No México, as pessoas são muito parecidas com os brasileiros. São acolhedoras, calorosas. Nós, mexicanos, também adoramos conhecer pessoas e compartilhar comida. Estar no Brasil é como estar em casa.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do publicado na primeira versão deste texto, a cantora Rita Ora é britânica, nascida na antiga Iugoslávia. A informação foi corrigida.

Pop