Topo

Música


Cantor R. Kelly chora ao falar sobre acusações de assédio: "Esse não sou eu"

Scott Olson/Getty Images
R. Kelly deixa a prisão após depositar 10% de sua fiança fixada em US$ 1 milhão por dez acusações de abuso sexual Imagem: Scott Olson/Getty Images

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

2019-03-05T21:48:57

05/03/2019 21h48

Em sua primeira entrevista após pagar fiança e deixar a prisão, o cantor R. Kelly negou novamente que tenha abusado sexualmente de quatro mulheres. Em declaração exclusiva para a CBS News, o ícone do R&B se emocionou: "Eu não fiz essas coisas, esse não sou eu".

R. Kelly ainda negou outras acusações reveladas no recente documentário "Surviving R. Kelly", incluindo a de manter mulheres em cárcere privado. A produção afirma que o artista é líder de um culto sexual.

"O quão estúpido eu seria de fazer isso?", disse o cantor, aos prantos. "O quão estúpido eu precisaria para ser um monstro e deixá-las em meu porão? Velhos rumores, novos rumores, mas todos são mentirosos".

Quando se entregou à Justiça, o cantor americano se declarou inocente das dez acusações de abuso sexual a quatro pessoas, três delas menores de idade, que existem contra ele.

O artista se apresentou com um macacão laranja no tribunal de Chicago, onde seu advogado apresentou a declaração dias depois de Kelly, de 52 anos, ter sido detido. O juiz manteve a fiança de US$ 1 milhão, da qual terá de pagar 10% - ou seja, US$ 100 mil dólares - para sair em liberdade.

Seu próximo julgamento está marcado para 22 de março.