PUBLICIDADE
Topo

PerifaCon supera meta de financiamento e quer levar cultura pop para periferia

PerifaCon acontecerá no Capão Redondo, no dia 24 de março - Reprodução
PerifaCon acontecerá no Capão Redondo, no dia 24 de março Imagem: Reprodução

Osmar Portilho

Do UOL, em São Paulo

19/02/2019 04h00

Nascida de uma ideia entre os amigos Mateus ramos e Matheus Polito, a PerifaCon evoluiu de um sonho para a realidade. O embrião do evento em um site de financiamento coletivo tinha como meta R$ 2 mil, mas já arrecadou R$ 7.987 e agora tem data e local para acontecer. A primeira edição da PerifaCon acontecerá no dia 24 de março na Fábrica de Cultura do Capão Redondo, na zona sul de São Paulo.

Os fundadores do evento são moradores do bairro e queriam uma maneira de levar cultura pop, nerd e geek também para a periferia.

"Eles começaram a pensar em como seria bacana ter uma Comic Con na periferia, possibilitando assim que várias pessoas que não têm condições financeiras de participar desse tipo de evento em função do alto preço dos ingressos", disse Luíze Tavares, relações públicas da PerifaCon, ao UOL

PerifaCon - recompensas para quem financiou - Reprodução - Reprodução
PerifaCon dará recompensas para quem contribuiu com financiamento coletivo
Imagem: Reprodução

Com a meta do financiamento coletivo ultrapassada, agora o grupo procura um patrocinador para custear a programação sugerida.

A ideia do evento é ter uma feira de quadrinhos, games, gameboard, concurso de cosplay, oficinas, palestras e mesas de debate. A programação ainda não está fechada, mas já há alguns painéis confirmados, como "Representatividade Negra" nos
quadrinhos com a quadrinista Marília Marz, a artista Lya Nazura e o quadrinista Marcelo D'Salete, vencedor do prêmio Einster com a obra
Cumbe; "Mercado Nerd no Brasil. Porque ser nerd é tão caro?"; "Produção Independente e Editorial: Qual rumo seguir?" e "Produção de podcast no Brasil e porque ninguém consegue para de ouvir com os podcasts Judão e Mamilos".

O evento terá entrada gratuita e já existe umma movimentação para que a ideia cresça ainda mais.

"A ideia é conseguir expandir com pequenas atividades e palestras e fazer outras edições do evento em diferentes pontos da cidade", completou Luíze.