PUBLICIDADE
Topo

Após 24ª cirurgia, João Carlos Martins tem movimentos da mão esquerda reduzidos

O maestro João Carlos Martins no "Fantástico" - Reprodução/TV Globo
O maestro João Carlos Martins no "Fantástico" Imagem: Reprodução/TV Globo

Felipe Branco Cruz

Do UOL, em São Paulo

18/02/2019 13h06

O pianista e maestro João Carlos Martins, 78, foi submetido hoje à sua 24ª cirurgia. O procedimento durou aproximadamente três horas e, de acordo com a sua assessoria de imprensa, tudo correu dentro do previsto. O maestro passa bem.

A cirurgia, que reduziu ainda mais os movimentos da mão esquerda do maestro, foi necessária para diminuir as fortes dores crônicas que ele enfrentou nos últimos 17 anos. O procedimento cortou os nervos do braço esquerdo e foi feito pela equipe do hospital Sírio Libanês, chefiado pelo médico Rames Matter.

Aposentadoria

Em entrevista ao "Fantástico", exibida ontem, o maestro anunciou a sua aposentadoria.

"Fiz a cirurgia na mão direita, cortou o nervo. Só posso usar o polegar a às vezes esse dedo [indicador]. Na mão esquerda, esses três dedos são totalmente fechados, mas a dor foi tão grande que, finalmente, acertamos com os médicos para cortar o nervo. E eu me despeço", afirmou João Carlos Martins no programa da Globo.

João Carlos Martins teve três dedos atrofiados em uma partida de futebol. Uma pancada durante um assalto rompeu a ligação entre seu cérebro e sua mão direita. Os dois acontecimentos provocaram sequelas que fazem o maestro não esconder o sofrimento para dedilhar no piano.

"Vai cortar alguns segmentos dos nervos e eu vou ficar com as duas mãos praticamente sem condições", explicou o maestro, que tocou apenas com os polegares para mostrar como não conseguiria mais se apresentar como pianista.