Topo

Música


Chris Pratt rebate acusações de Ellen Page sobre promover igreja anti-LGBTQ

Chris Pratt - Getty Images
Chris Pratt Imagem: Getty Images

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

11/02/2019 20h54

Chris Pratt usou o Instagram para rebater as acusações feitas pela atriz Ellen Page sobre sua igreja, Hillsong, ser anti-LGBTQ.

"Recentemente, foi sugerido que pertenço a uma igreja que 'odeia certos grupos de pessoas'. Nada poderia ser tão distante da verdade. Eu vou a uma igreja que abre as portas para todos", escreveu o astro de "Guardiões da Galáxia".

O ator ainda disse que a igreja foi essencial no processo de seu divórcio, mas salientou que não é porta-voz de nenhuma religião ou comunidade. "Nós precisamos de menos ódio no mundo. Eu sou um homem que acredita que todos são livres para amar quem bem entender".

O caso

Page reagiu na semana passada a uma manchete sobre a participação de Pratt no programa "Late Show with Stephen Colbert", em que o ator discutiu sobre sua espiritualidade e fé.

"Oh. Ok. Bom, mas a igreja dele é infame por ser anti-LGBTQ. Talvez seria algo bom de se abordar [na entrevista] também?", escreveu Page, de forma sarcástica.

Polêmicas com a igreja

A igreja Hillsong, de denominação cristã, é frequentada por alguns outros famosos. Justin Bieber e Kendall Jenner, por exemplo, foram vistos em celebrações da instituição.

O fundador Houston originalmente havia expressado a intenção de ser "mais compreensivo" com pessoas LGBTQ+ do que outras igrejas cristãs, mas sofreu pesadas críticas da comunidade religiosa por sua posição.

Mais tarde, ele se retratou e disse que "de forma alguma a igreja Hillsong se afasta do que está registrado nas escrituras sobre a homossexualidade, ou apoia o casamento gay".

Houston também disse que pessoas LGBTQ+ são bem-vindas em cultos da Hillsong, mas não podem ocupar posições de liderança dentro da igreja. "A nossa instituição recebe todas as pessoas, mas não afirma todos os estilos de vida", definiu.