Topo

Grammy


Grammy 2019 enfrenta rejeições, polêmicas e cancelamentos às vésperas do evento

Getty Images
Childish Gambino, projeto de Donald Glover, se apresenta no palco do Grammy 2018 Imagem: Getty Images

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

08/02/2019 09h55

O Grammy 2019 acontece neste domingo (10), a partir das 23h, para premiar os melhores artistas da música norte-americana do ano passado. Entre os destaques estão Childish Gambino, Drake, Lady Gaga, Post Malone, Cardi B. e Kendrick Lamar. Mas nem tudo está tão harmonioso quanto se espera.

A cerimônia enfrenta cancelamentos, desistências e até informações vazadas. A noite especial pode até ficar desfalcada de seus principais destaques.

Kendrick Lamar é o recordista nesta edição do Grammy, com oito indicações. A mente por trás da trilha sonora de "Pantera Negra", porém, preferiu dar mais destaque para o Oscar, no qual já foi confirmado com uma apresentação ao vivo de "All The Stars". O rapper poderá conquistar a dobradinha Oscar e Grammy no mesmo ano pelo seu trabalho no filme da Marvel.

O rapper norte-americano, junto com Drake e Childish Gambino, rejeitaram a proposta da Academia de se apresentar no Grammy, indicou o New York Times na quinta-feira, apesar de estarem indicados a importantes categorias como gravação, álbum e canção do ano. É provável que o trio nem apareça na cerimônia.

A situação piora quando voltamos para a semana passada. Em 29 de janeiro, uma suposta lista dos vencedores apareceu no Twitter. Nela, Lady Gaga sairia vitoriosa com "Shallow", do filme "Nasce Uma Estrela", por canção do ano, enquanto Cardi B. levaria estatueta de gravação do ano por "I Like It".

Um usuário contou no Twitter que o site da premiação tinha sido hackeado -- e ele tinha até um vídeo para provar. Após soltar a bomba e a repercussão tomar a rede social, tanto o perfil quanto o vídeo foram excluídos. A organização do Grammy desmentiu a lista, mas ainda assim deixou uma pulga atrás da orelha sobre quais serão os vencedores do prêmio máximo da indústria fonográfica. 

Quem também entrou em embate com o Grammy poucos dias antes da premiação foi Ariana Grande, que cancelou sua presença. 

A popstar, que concorre a melhor performance pop solo e melhor álbum pop vocal, não acreditou que o show fosse do jeito que deveria ser. A cantora explicou que se sentiu insultada após os organizadores inicialmente não concordarem com a apresentação ao vivo do single "7 Rings", que está em seu novo álbum, "Thank U, Next".

Os produtores tentaram um acordo, que a canção poderia fazer parte de um medley, ou seja, que um trecho curtinho seria cantado entre outras faixas, mas Ariana recusou de vez quando soube que não teria liberdade em escolher seu repertório.

A artista de 25 anos ainda rebateu no Twitter o produtor do Grammy, Ken Ehrlich, que alegou que ela teria pedido mais tempo para criar sua apresentação. "Eu mantive minha boca fechada, mas agora você está mentindo sobre mim. Eu posso montar uma performance durante a noite e você sabe disso, Ken. Quando minha criatividade e autenticidade acabaram sufocadas por você foi que decidi não comparecer [ao evento]. Eu espero que a cerimônia seja exatamente o que você quer que seja e muito mais."

O único respiro do Grammy foi Lady Gaga anunciar que, sim, ela subirá ao palco para cantar. Apesar de estar mais focada em sua veia cinematográfica pelo ótimo trabalho em "Nasce Uma Estrela", a cantora norte-americana soltará a voz no Staples Center, em Los Angeles, para o delírio dos fãs. Camila Cabello, Cardi B, Post Malone, Shawn Mendes e Dua Lipa também irão se apresentar ao vivo.

Após receber críticas na edição passada pela escassez de artistas femininas, a organização se movimentou para criar uma força tarefa para apoiar a diversidade. Neste ano, cinco dos oito indicados ao cobiçado prêmio de disco do ano são de mulheres: "Invasion of Privacy", de Cardi B, "Dirty Computer", de Janelle Monae, "By the Way, I Forgive You", da cantora folk Brandi Carlile, "Golden Hour", da artista country Kacey Musgraves, e "H.E.R.", da novata de R&B de mesmo nome.

A responsável por apresentar a cerimônia será Alicia Keys, que ganhou 15 estatuetas desde 2002, quando levou o prêmio de melhor artista revelação. "Com Alicia Keys e todas as mulheres indicadas, acho que teremos um show muito inclinado às mulheres. Isso não é necessariamente proposital, é só como as coisas rolaram neste ano", declarou Melinda Newman, editora da revista Billboard.

A TNT exibe o Grammy 2019 neste domingo (10), a partir das 23h. 

Confira os indicados às principais categorias do Grammy 2019

Gravação do ano

"I Like It" - Cardi B, Bad Bunny, J Balvin
"The Joke" - Brandi Carlile
"This is America" - Childish Gambino
"God's Plan" - Drake
"Shallow" - Lady Gaga, Bradley Cooper
"All the Stars" - Kendrick Lamar, SZA
"Rockstar" - Post Malone, 21 Savage
"The Middle" - Zedd, Marren Morris, Grey

Canção do ano

"All the Stars" - Kendrick Lamar, SZA
"Boo'd Up" - Ella Mai
"God's Plan" - Drake
"In My Blood" - Shawn Mendes
"The Joke" - Brandi Carlile
"The Middle" - Zedd, Marren Morris, Grey
"Shallow" - Lady Gaga, Bradley Cooper
"This is America" - Childish Gambino

Álbum do ano

"Invasion of Privacy" - Cardi B
"By the Way, I Forgive You" - Brandi Carlile
"Scorpion" - Drake
"H.E.R." - H.E.R.
"Beergbongs & Bentleys" - Post Malone
"Dirty Computer" - Janelle Monáe
"The Golden Hour" - Kacey Musgraves
"Pantera Negra: O Álbum" - Kendrick Lamar, Vários Artistas

Melhor artista revelação

Chloe X Halle
Luke Combs
Greta Van Fleet
H.E.R.
Dua Lipa
Margo Price
Bebe Rexha
Jorja Smith

Melhor performance pop solo

"Colors" - Beck
"Havana (Ao Vivo)" - Camila Cabello
"God is a Woman" - Ariana Grande
"Joanne (Where Do You Think You're Goin'?)" - Lady Gaga
"Better Now" - Post Malone

Melhor performance pop em grupo ou dupla

"Fall in Line" - Christina Aguilera, Demi Lovato
"Don't Go Breaking My Heart" - Backstreet Boys
"'S Wonderful" - Tony Bennett, Diana Krall
"Shallow" - Lady Gaga, Bradley Cooper
"Girls Like You" - Maroon 5, Cardi B
"Say Something" - Justin Timberlake, Chris Stapleton
"The Middle" - Zedd, Marren Morris, Grey

Melhor álbum pop vocal

"Camila" - Camila Cabello
"Meaning of Life" - Kelly Clarkson
"Sweetener" - Ariana Grande
"Shawn Mendes" - Shawn Mendes
"Beautiful Trauma" - P!nk
"Reputation" - Taylor Swift

Melhor performance de rock

"Four Out of Five" - Arctic Monkeys
"When Bad Does Good" - Chris Cornell
"Made an America" - The Fever 333
"Highway Tune" - Greya Van Fleet
"Uncomfortable" - Halestrom

Melhor canção de rock

"Black Smoke Rising" - Greta Van Fleet
"Jumpsuit" - Twenty One Pilots
"Mantra" - Bring Me the Horizon
"Masseduction" - St. Vincent
"Rats" - Ghost

Melhor álbum de rock

"Rainier Frog" - Alice in Chains
"Mania" - Fall Out Boy
"Prequelle" - Ghost
"From the Fires" - Greta Van Fleet
"Pacific Daydream" - Weezer

Melhor álbum de música alternativa

"Tranquility Base Hotel + Casino" - Arctic Monkeys
"Colors" - Beck
"Utopia" - Björk
"American Utopia" - David Byrne
"Masseduction" - St. Vincent

Melhor performance de R&B

"Long as I Live" - Toni Braxton
"Summer" - The Carters
"Y O Y" - Lalah Hathaway
"Best Part" - H.E.R., Daniel Caesar
"First Began" - PJ Morton

Melhor canção de R&B

"Boo'd Up" - Ella Mai
"Come Through and Chill" - Miguel, J. Cole, Salaam Remi
"Feels Like Summer" - Childish Gambino
"Focus" - H.E.R.
"Long as I Live" - Toni Braxton

Melhor álbum de R&B

"Sex & Cigarettes" - Toni Braxton
"Good Thing" - Leon Bridges
"Honestly" - Lalah Hathaway
"H.E.R." - H.E.R.
"Gumbo Unplugged" - PJ Morton

Melhor álbum de música urbana

"Everything is Love" - The Carters
"The Kids Are All Right" - Chloe X Halle
"Chris Dave and the Drumhedz" - Chris Dave and the Drumhedz
"War & Leisure" - Miguel
"Ventriloquism" - Meshell Ndegeocello

Melhor performance de rap

"Be Careful" - Cardi B
"Nice For What" - Drake
"King's Dead" - Kendrick Lamar, Jay Rock, Future, James Blake
"Bubblin" - Anderson .Paak
"Sicko Mode" - Travis Scott, Drake, Big Hawk, Swae Lee

Melhor performance de rap e cantada

"Like I Do" - Christina Aguilera, Goldlink
"Pretty Little Fears" - 6lack, J. Cole
"This is America" - Childish Gambino
"All the Stars" - Kendrick Lamar, SZA
"Rockstar" - Post Malone, 21 Savage

Melhor canção de rap

"God's Plan" - Drake
"King's Dead" - Kendrick Lamar, Jay Rock, Future, James Blake
"Lucky You" - Eminem, Joyner Lucas
"Sicko Mode" - Travis Scott, Drake, Big Hawk, Swae Lee
"Win" - Jay Rock

Melhor álbum de rap

"Invasion of Privacy" - Cardi B
"Swimming" - Mac Miller
"Victory Lap" - Nipsey Hussle
"Daytona" - Pusha T
"Astroworld" - Travis Scott

Melhor álbum falado

"Accessory to War" - Courtney B. Vance
"Calypso" - David Sedaris
"Creative Quest" - Questlove
"Faith - A Journey For All" - Jimmy Carter
"The Last Black Unicorn" - Tiffany Haddish

Melhor álbum de comédia

"Annihilation" - Patton Oswalt
"Equanimity & The Bird Revelation" - Dave Chappelle
"Noble Ape" - Jim Gaffigan
"Standup for Drummers" - Fred Armisen
"Tamborine" - Chris Rock

Melhor álbum de trilha sonora

"Me Chame Pelo Seu Nome"
"Deadpool 2"
"O Rei do Show"
"Lady Bird: A Hora de Voar"
"Stranger Things"

Melhor trilha sonora

"Pantera Negra" - Ludwig Göransson
"Blade Runner 2049" - Benjamin Wallfish, Hans Zimmer
"Viva: A Vida é uma Festa" - Michael Giacchino
"A Forma da Água" - Alexandre Desplat
"Star Wars: Os Últimos Jedi" - John Williams

Melhor canção escrita para mídia visual

"All the Stars" - Kendrick Lamar, SZA ("Pantera Negra")
"Mystery of Love" - Sufjan Stevens ("Me Chame Pelo Seu Nome")
"Remember Me" - Miguel, Natalia Lafourcade ("Viva: A Vida é uma Festa")
"Shallow" - Lady Gaga, Bradley Cooper ("Nasce Uma Estrela")
"This is Me" - Keala Settle ("O Rei do Show")

Produtor não-clássico do ano

Boi-1DA
Larry Klein
Linda Perry
Kanye West
Pharrell Williams

Melhor videoclipe

"Apeshit" - The Carters
"This is America" - Childish Gambino
"I'm Not Racist" - Joyner Lucas
"Pynk" - Janelle Monáe
"Mumbo Jumbo" - Tierra Whack