PUBLICIDADE
Topo

Indicado ao Grammy, 21 Savage estaria em um dos piores centros de dentenção dos EUA

Rapper 21 Savage durante o MTV Video Music Awards em 2018 - Angela Weiss/AFP
Rapper 21 Savage durante o MTV Video Music Awards em 2018 Imagem: Angela Weiss/AFP

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

07/02/2019 18h06

21 Savage deve mesmo faltar à cerimônia de premiação do Grammy, que acontece neste domingo (10) no Staples Center, em Los Angeles (EUA). O rapper, indicado em duas categorias por sua parceria com Post Malone em "Rockstar", está detido desde o último domingo por problemas com seu visto.

A defesa de 21 Savage diz que o rapper, nascido no Reino Unido e que vive nos Estados Unidos desde os 7 anos de idade, já havia aplicado há anos para o visto U, que oferece status legal para pessoas que foram vitimas de um crime qualificado nos Estados Unidos, ajudaram a policia ou o promotor no caso criminal contra o agressor ou sofreram danos físicos ou psicológicos duradouros.

Nascido Shéyaa Bin Abraham-Joseph, o artista estaria ilegalmente no país desde 2006, segundo as autoridades.

Apesar de fontes oficiais não confirmarem, a revista Rolling Stone apurou que o músico estaria detido em um dos piores centros de detenção para imigrantes dos Estados Unidos, o Irwin County Detention Center, que fica a três horas de Atlanta.

Segundo  Azadeh Shahshahani, que trabalhou durante sete anos em uma entidade de proteção aos direitos dos imigrantes na Georgia, o local é "horroroso" e "um dos piores centros de detenção para imigrantes dos EUA".

Relatos de ex-internos e seus advogados dão conta que muitas pessoas são colocadas na solitária sem motivos e que denúncias de abuso sexual são ignoradas pelos policiais responsáveis. Um relatório publicado em 2017, resultado de um ano de investigação, aponta que ex-detentos já encontraram objetos na comida oferecida no local como unhas, baratas e pedras, entre outros problemas com a alimentação. 

Caso os advogados não consigam reverter a situação de 21 Savage, o rapper pode ser deportado em breve dos Estados Unidos. Nesta quinta-feira (7), o magnata do rap Jay-Z acionou seus advogados para ajudar no caso. "A detenção de 21 Savage é uma farsa total, sua solicitação de visto U espera uma resposta há quatro anos", escreveu o marido de Beyoncé no Facebook.

"Rockstar", música que levou o rapper de 26 anos a receber suas primeiras duas indicações ao Grammy, soma quase meio bilhão de visualizações só no YouTube. A música ainda chegou ao número 1 das paradas de vários países, inclusive Reino Unido e Estados Unidos, e bateu recorde na Apple Music com mais de 25 milhões de reproduções.