PUBLICIDADE
Topo

Apple pode lançar rival para Netflix em abril; o que sabemos até agora

Tim Cook, CEO da Apple - Qi Heng/VCG via Getty Images
Tim Cook, CEO da Apple
Imagem: Qi Heng/VCG via Getty Images

Osmar Portilho

Do UOL, em São Paulo

31/01/2019 12h33

A Apple ainda faz muito mistério - como sempre -, mas seus planos para rivalizar com Netflix e Amazon no segmento de plataformas de streaming está bem próximo. De acordo com o site The Verge, embora o CEO Tim Cook esconda os principais tópicos sobre o assunto, é de que o serviço seja lançado em abril.

Qual será o conteúdo?

De acordo com o artigo, os principais indícios mostram que a fórmula não será muito diferente de seus futuros concorrentes: uma combinação de conteúdo original e vasto catálogo por uma assinatura mensal. 

M. Night Shyamalan promove o filme "Fragmentado" em São Paulo  - Manuela Scarpa/Brazil News - Manuela Scarpa/Brazil News
M. Night Shyamalan, diretor de filmes como "Fragmentado" e "Vidro"
Imagem: Manuela Scarpa/Brazil News

A Apple já tem dado largos passos na produção desse conteúdo, como a assinatura de um contrato com o estúdio A24, do filme "Hereditário", e um projeto de série como M. Night Shyamalan. A empresa também esteve no festival Sundance em contato com diretores e executivos em busca de novos filmes que podem despontar nos próximos meses.

"Vamos entrar no mundo do conteúdo original. Assinamos um acordo de parceria com a Oprah [Winfrey]. Contratamos muitas pessoas ótimas e temos muita confiança de que estão trabalhando duro", disse o CEO em conversa com os investidores na última semana.

Além da badalada apresentadora, a Apple já havia anunciado alguns projetos em desenvolvimento, como um programa infantil dos mesmos criadores de "Vila Sésamo" e uma sérei dirigida por Damien Chazelle ("LA La Land"). 

Lançamento

Ainda em outro artigo do The Verge, a ideia da Apple é lançar o serviço no meio de abril. O curioso sobre a suposta data é que acabaria conflitando com outro lançamento importante. A Disney deve mostrar sua plataforma, a Disney+, para seus investidores no dia 11 de abril.

O que não se sabe

O preço. A Apple tem feito muito segredo sobre a plataforma, mas o valor da assinatura tem sido guardado a sete chaves. Nos Estados Unidos, com a constante oferta de novos serviços, a Netflix tem sido confrontada pelos preços mais baixos de rivais como Hulu e a própria Disney+, que já anunciou que será "substancialmente mais barata", de acordo com seu CEO Bob Iger.