Topo

Homenageado pelo Metallica, astro do beisebol admite não curtir: "Sou cristão"

Maddie Meyer/Getty Images
A lenda do beisebol Mariano Rivera, na despedida do New York Yankees, recebeu o Metallica Imagem: Maddie Meyer/Getty Images

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

2019-01-24T11:16:24

24/01/2019 11h16

Mariano Rivera fez fama jogando beisebol pelo New York Yankees. E uma tradição que envolvia seu nome era a música "Enter Sandman", clássico do Metallica, bombar nas caixas de som quando ele ia para o jogo. Rivera foi eleito para o Hall da Fama do beisebol e a banda resolveu fazer uma homenagem a ele.

James Hetfield e companhia produziram um vídeo para parabenizar Rivera. "Congratulações da família Metallica para Mariano, pela sua eleição ao Hall da Fama. É muito merecido, não vemos a hora de você ser homenageado no verão [do hemisfério norte]."

Até aí, tudo normal. Mas, em entrevista ao MLB Network, Rivera foi questionado quantas vezes tinha visto aos shows do Metallica. E a resposta não foi o que se esperava.

"Com todo o respeito aos caras, mas nunca fui a sequer um show deles", disse o ex-jogador, que em sua despedida dos campos de beisebol teve a banda tocando ao vivo para sua entrada.

E teve mais: a explicação. "Eu, como cristão, com todo respeito ao Metallica, não ouço esse tipo de música". 

Rivera tem 49 anos e é panamenho. Ele jogou por 19 anos nos Yankees como arremessador e participou diversas vezes das finais da MLB e do All-Star Game.

O Metallica segue promovendo seu mais recente disco, "Hardwire... To Self-Destruct", lançado em 2016.

Mais Rock