PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Festival de Sundance vai reabrir linha de denúncias de assédio sexual

Fachada de um dos cinemas do Festival de Sundance em 2018 - Bryan Steffy/GC Images
Fachada de um dos cinemas do Festival de Sundance em 2018 Imagem: Bryan Steffy/GC Images

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

17/01/2019 09h36

Os frequentadores do Festival de Sundance, que começa na próxima quinta-feira (24), terão novamente à disposição uma linha para receber denúncias de assédio e abuso sexual. Segundo o site TMZ, a polícia da cidade de Park City, onde o evento acontece, vai reabrir o canal, estabelecido pela primeira vez em 2018. 

As autoridades locais já estão divulgando o número para que os frequentadores do festival possam denunciar os casos, seja como vítima ou como espectador. Os relatos serão recebidos pelos policiais de Park City, que ficarão encarregados também das investigações. 

Para alertar o público de Sundance, estão sendo distribuídos vários folhetos sobre a importância de comunicar casos de assédio e outros crimes. A polícia também já prestou orientações para a equipe de segurança do evento e para os gerentes dos hotéis locais, reforçando protocolos de segurança. 

O canal de denúncias foi considerado um sucesso em 2018 e contribuiu, de acordo com as autoridades, para diminuir a ocorrência de crimes sexuais no Festival de Sundance. 

A iniciativa surgiu na esteira do movimento #MeToo, uma onda de denúncias de assédio e abuso sexual em Hollywood. A atriz Rose McGowan, uma das primeiras denunciantes, acusou o produtor Harvey Weisntein de estuprá-la em um hotel durante a edição de 1997 do festival. Uma outra mulher também relatou ter sido abusada sexualmente por Weinstein em Sundance, mas em 2013.

Entretenimento