Topo

Filmes e séries


Sem Johnny Depp, Disney pode economizar US$ 90 milhões em novo "Piratas do Caribe"

Divulgação
Johnny Depp em cena de "Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar" (2017) Imagem: Divulgação

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

2019-01-01T16:39:11

01/01/2019 16h39

Um novo "Piratas do Caribe" foi anunciado pela Disney -- e desta vez sem Johnny Depp.

 A ausência da maior estrela da franquia bilionária pode ser explicada pelo custo elevado com o astro e o retorno nas bilheterias cada vez menor.

Segundo a Forbes, a Disney vai economizar US$ 90 milhões em custos de produção sem Depp no elenco e, analisando a arrecadação baixa de "Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar", o quinto título da franquia, talvez ter o ator no elenco não seja assim tão necessário.

Como lembra o site, os últimos anos de Depp foram marcados mais por polêmicas na vida pessoal e bombas no cinema, como "O Turista", "Sombras da Noite", "O Cavaleiro Solitário" e "Alice Através do Espelho".

Nos últimos anos, o ator não teve destaque em um blockbuster. Até mesmo o segundo título de "Animais Fantásticos" alcançou números bem menores do que o esperado pelo público tendo Depp como o vilão principal.

O reboot de "Piratas do Caribe" não tem data ainda de estreia, mas o longa está sendo escrito por Rhett Reese and Paul Wernick, responsáveis por "Deadpool" e "Zumbilândia".