PUBLICIDADE
Topo

Criador da cancelada "Luke Cage" troca Netflix por contrato com a Amazon

21.jul.2016 - Cheo Coker, criador de "Luke Cage", no painel da série na San Diego Comic-Con - Al Powers/Invision/AP
21.jul.2016 - Cheo Coker, criador de "Luke Cage", no painel da série na San Diego Comic-Con Imagem: Al Powers/Invision/AP

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

20/12/2018 15h34

Cheo Hodari Coker, que ajudou a criar e serviu como showrunner nas duas temporadas de "Luke Cage", não vai continuar em parceria com a Netflix após o cancelamento da série, uma de várias produções da Marvel que o serviço de streaming cortou recentemente.

A "Variety" informou nesta quinta-feira (20) que Coker assinou um contrato para desenvolver novas séries para a Amazon, concorrente da Netflix no mercado de streaming. O trato se estende para a companhia de produção tocada por Coker, Fighting 99th Entertainment.

"Luke Cage" abordava a história do personagem título, retirado dos quadrinhos da Marvel, um ex-presidiário que ganha superforça graças a experiência conduzidas nele durante seu tempo na penitenciária. De volta para a sua vizinhança natal, o Harlem (em Nova York), ele começa a fazer as pazes com sua nova identidade de super-herói.

Antes de "Luke Cage", Coker havia escrito episódios e servido como produtor executivo em diversas séries de sucesso, como "Southland: Cidade do Crime" e "NCIS: Los Angeles". No cinema, ele escreveu "Nenhum Sonho é Grande Demais", cinebiografia lançada em 2009 do rapper Notorious B.I.G.