Topo

Geek


Corridas e princesas: Bastidores de "WiFi Ralph" foram intensos para equipe

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

09/12/2018 04h00

O filme "WiFi Ralph" precisou de muito suor nos bastidores. A equipe da Disney responsável pela produção do filme teve um momento de "Velozes e Furiosos" e ainda viveu um dia de princesa para registrar com precisão alguns momentos decisivos na trama, que teve pré-estreia na CCXP 2018 (Comic Con Experience) e chega aos cinemas em 3 de janeiro de 2019. 

"Nós mudamos o nosso diretor de fotografia, e convocamos Jeremy Fry, de 'Em Ritmo de Fuga'", explicou o diretor Rich Moore durante participação no painel da Disney na CCXP. "Ele é [um profissional] muito sério e levou o desafio ao limite. Ele pensou em todos os momentos da perseguição mortal para ficar realista."

Quer saber quão determinado é Jeremy Fry? Ele fez quase 10 animadores da Disney entrarem em um carro de corrida para aprender mais sobre os movimentos dos veículos e coreografar corretamente a cena.

O brasileiro Renato dos Anjos liderou a animação de vários títulos da Disney - Reprodução
O brasileiro Renato dos Anjos liderou a animação de vários títulos da Disney
Imagem: Reprodução

"Eu aprendi a dirigir em São Paulo, então pensei que seria fácil", brincou o brasileiro Renato dos Anjos. Ele é supervisor de animação da Disney e mostrou o "teste" dos animadores. 

Cada um entrou em um carro com um piloto profissional e foi jogado de lá para cá enquanto as manobras eram feitas. Eles ainda tiveram a oportunidade de comandar o volante e arriscar algumas derrapagens na pista.

Internet e muitas princesas

Um dos pontos principais da sequência de "Detona Ralph" é o mundo complexo da internet. A rede de computadores é retratada de maneira muito colorida e com sacadas certeiras. 

Os diretores explicaram que a preparação de "WiFi Ralph" começou enquanto eles pesquisavam mais sobre a internet. "Primeiro falamos com especialistas, e o interessante é que os pioneiros da internet explicaram para a gente que eles nem sabiam se tudo daria certo", comentou o codiretor Phil Johnston.

"Nós imaginamos a internet como um mundo vertical, em que você consegue ver as cidades e até os seguranças. Cada filme que fazemos tem muita pesquisa. Em 'Moana' eles foram ao Havaí, em 'Zootopia' apareceram em um safári. Nós tivemos que ir em um prédio que hospeda todas as conexões do oeste dos Estados Unidos", lembrou Rich.

A equipe ainda precisou estudar as princesas da Disney para conseguir adaptá-las ao filme. A produção montou um estúdio com as atrizes que dublam as personagens, apelidado carinhosamente de "Princesspalooza", para que cada detalhe fosse registrado e incluído na produção.

O vídeo apresentado no painel mostrou os animadores conversando e imitando as princesas. Estavam lá Rapunzel, Bela, Ariel, Elsa, Branca de Neve e Pocahontas. 

A aula de como ser princesa por um dia foi fundamental para Renato não apenas no filme. O supervisor da Disney mostrou ao vivo para o auditório principal como era o cumprimento de Mulan, e foi aplaudido de pé pelo público entusiasmado.

Geek