Topo

Geek


Alonso Ramirez Ramos: o novo talento da Disney que você não conhece, mas deveria

Cena da animação "The Scariest Story Ever: A Mickey Mouse Halloween Spooktacular" - Reprodução
Cena da animação "The Scariest Story Ever: A Mickey Mouse Halloween Spooktacular" Imagem: Reprodução

Diego Assis

Do UOL, em São Paulo

09/12/2018 04h00

Diferentemente de boa parte dos ídolos que se arriscam a circular pelos corredores lotados de fãs da CCXP 2018 (Comic Con Experience), o mexicano Alonso Ramirez Ramos, diretor de animação da Disney TV, pode caminhar tranquilamente sem ser parado para uma selfie ou autógrafo a cada passo que dá.

Alonso em painel da CCXP - Diego Assis/UOL
Alonso em painel da CCXP
Imagem: Diego Assis/UOL

Mas o jovem animador que chega a pé até o estúdio do UOL na feira está por trás de um dos projetos mais legais da Disney na televisão dos últimos anos: uma nova série de Mickey Mouse que está em sua quinta temporada e já conta quase 90 curtas-metragens exibidos pelo mundo nos canais pagos da Disney e no YouTube. 

Nessa versão, toda em 2D feita a mão, Mickey e seus amigos recriam alguns dos melhores momentos da animação dos estúdios Disney - como os episódios no Havaí ou da sinfonia - com uma roupagem mais contemporânea e ecos de desenhos da Nickelodeon e Cartoon Network.

Quem conhece sabe que a brincadeira não só funciona como já rendeu diversos prêmios Annie - o Oscar da animação internacional - para a equipe de Ramos e do produtor executivo Paul Rudish.

"Quando Paul começou a apresentar a ideia para esse projeto ele tinha a intenção de algo que olhasse para os curtas clássicos dos anos 20 do Mickey e também dos longas originais, mas transformado em algo que soasse mais atual", explica em entrevista ao UOL.

"Como criadores, todos nós crescemos não só vendo Disney, mas desenhos de vários outros estúdios. Por isso o resultado é uma sopa muito grande com toda essa criatividade."

Reprodução
Imagem: Reprodução

Um dos trabalhos mais ousados dessa nova fase foi o recente especial de Halloween, com 20 minutos de duração, em cartaz também na Netflix. Na animação, que pareceria forte demais para as crianças de outras décadas, Mickey tenta assustar os sobrinhos contando histórias "sinistras" inspiradas em clássicos do terror misturados a fábulas infantis. Nas paredes da casa de Mickey é possível enxergar uma foto das gêmeas de "O Iluminado".

"Temos muita liberdade criativa nesses projetos. O Halloween foi a história mais intricada que já fizemos até agora, com três estilos de animação diferentes", lembra Ramos. 

O animador, que já fez até um curta do Mickey ambientado no Carnaval carioca, diz estar aproveitando a visita ao Brasil para conhecer mais sobre os trabalhos de animação local. "Me interessa muito saber mais sobre animação latino-americana, que está crescendo cada vez mais. Brasil e México têm feito um trabalho muito bom para formar novos profissionais para a animação. Me deixa feliz saber que cada vez mais nossos projetos de desenhos, longas e séries estão avançando e deixando uma marca", conclui.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Geek