Topo

Entretenimento

Megan Fox diz que sofreu assédio, mas não quer se ligar ao movimento #MeToo

Reprodução
A atriz Megan Fox Imagem: Reprodução

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

08/12/2018 12h08

Megan Fox conversou com o "The New York Times" sobre a sua nova série documental, "Legends of the Lost", onde investiga teorias históricas bem diferentes daquelas certificadas pela maioria dos estudiosos.

Aproveitando a plataforma, Fox falou pela primeira vez sobre suas experiências em Hollywood e sua relutância para se aliar ao movimento #MeToo, em que mulheres denunciaram assédio sexual ocorrido na indústria cinematográfica e em outros ambientes de trabalho.

"Eu não quero dizer isso sobre mim mesma, mas digamos que eu estava a frente do meu tempo, e as pessoas não me entenderam", comentou a atriz de "Transformers". "Ao invés disso, eu fui rejeitada por causa de qualidades que agora estão sendo elogiadas em mulheres de Hollywood".

"Por causa desta minha experiência, eu sempre sinto que vou ser mal compreendida quando digo algo. Eu não sei se vai chegar um tempo em que eu sou considerada normal", continuou. "Mesmo com o movimento #MeToo, com todo mundo contando as suas histórias".

"A maioria das pessoas presumiriam que eu tinha histórias como estas [de assédio], e tenho, mas não falei nada por muitas razões. Eu não achava, baseado em como fui recebida pelas pessoas, e pelas feministas, que eu seria uma boa vítima", disse por fim. "Eu pensei que, se um dia o mundo decidir que é apropriado culpar a vítima, vai ser quando eu contar a minha história".

O repórter do "New York Times" perguntou a Fox se ela gostaria de se abrir sobre as suas experiências agora, mas ela negou. "Eu sinto que não sou o martelo universal da justiça. Não estou dizendo que as pessoas não podem fazer isso se sentem que é o certo. Mas, na minha circunstância, não acho que é meu trabalho punir alguém por algo ruim que fez contra mim", declarou.

Fox ganhou fama com "Transformers" aos 21 anos, e chegou a atuar no segundo filme da franquia, mas foi excluída do roteiro do terceiro longa após um desentendimento com o diretor, Michael Bay. Ela ainda apareceu em filmes como "Garota Infernal" (2009) e "Tartarugas Ninja" (2014) além da série "New Girl".

Mais Entretenimento