Topo

Música

Zeca Pagodinho diz que não tem coragem de visitar Arlindo Cruz: "Sonho com ele"

Reprodução/Globo
Zeca Pagodinho no "Conversa com Bial" Imagem: Reprodução/Globo

Jonathan Pereira

Colaboração para o UOL

07/12/2018 07h07

Zeca Pagodinho foi ao "Conversa Com Bial" falar da carreira e dos amigos que tem no mundo do samba, na noite de quinta-feira (6). O cantor contou o que aprontou em uma das vezes que foi visitar sua madrinha no gênero, Beth Carvalho, no hospital - desde 2012, ela já foi internada por problemas de saúde ou para fazer exames.

"Estou devendo uma visita, mas quero ver a madrinha em pé, na minha casa, tomando uma cerveja comigo, rindo, como sempre foi. Já fui duas vezes visitar, fui com Arlindo [Cruz] e o Sombrinha. Botei cerveja em um saco preto, o segurança me olhou, falei 'vou visitar a Beth'. Entramos na enfermaria, um risco de água assim no chão, começamos a cantar samba. Vieram as enfermeiras, pegaram copinhos para a gente beber", relata.

O amigo Arlindo Cruz é outro que ele torce para que melhore logo. "Também não tenho coragem [de visita-lo], há um ano e oito meses não escuto a voz dele. Sonho com ele direto, mas não consigo. Aguardo a recuperação dele".

Arlindo sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) em março do ano passado.

Zeca contou que a fama o pegou de surpresa no início da carreira. "Não estava preparado para aquilo, acordava e tinha gente da revista "Amiga" na sala com máquina [fotográfica]. Eu me escondia no porão, no telhado e mandava dizer que não estava".

O desapego aos bens materiais também fez parte de sua trajetória. "Nunca fui preocupado com dinheiro. Saía do show, via um amigo e dava a bolsinha de dinheiro, falava: 'não sei quanto tem, me dá um pacotinho aí'".

Zeca diz o que o deixa triste. "Notícia ruim, criança na rua jogando bolinha, pedindo dinheiro no sinal... Isso é muito ruim, vejo como meu neto, minha neta. Um país tão rico, podia ter tanta coisa boa para todo mundo... Choro bastante, mas sozinho. Mas choro de alegria também, quando escuto música boa, que diz alguma coisa para a gente".