Topo

Filmes e séries

Nicole Kidman vence "Oscar australiano" e pede apoio para filmes independentes

Reprodução
Nicole Kidman em cena de "Boy Erased" Imagem: Reprodução

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

06/12/2018 09h12

Nicole Kidman provou que é a maior estrela australiana do cinema ao atrair os holofotes durante o AACTA Awards, premiação mais importante da indústria do país. A atriz venceu sua quinta estatueta do AACTA pela performance em "Boy Erased: Uma Verdade Anulada".

No filme, que chega ao Brasil em janeiro, Kidman interpreta a mãe de um garoto (Lucas Hedges) que, após revelar aos pais sobre sua homossexualidade, é enviado para um acampamento em que é empreendida a terapia de conversão, a fim de tentar "transformá-lo" em heterossexual.

No tapete vermelho, Kidman fez apelo aos fãs para que apóiem a feitura de filmes independentes como este indo ao cinema assisti-los. "Estes filmes são difíceis atualmente. Difíceis de fazer, e de encontrar público", comentou à ABC News.

"Eu também estou em 'Aquaman' este ano, e aquele filme foi fácil de fazer e vender. É divertido, é ótimo se distrair de vez em quando", continuou. "Mas eu preciso insistir que vocês venham assistir aos filmes independentes no cinema, porque se não não poderemos fazê-los mais".

Kidman também usou a entrevista para falar sobre o movimento feminista em Hollywood, especialmente após as denúncias de assédio que explodiram no final do ano passado. "Hoje, as mulheres estão criando caminhos que deveriam ter sido criados há muito tempo", definiu.

"Estamos todas nos unindo, como mulheres, e há tantos homens que nos apoiam. Estamos tentando criar uma mudança real para a próxima geração", comentou ainda.

Além de Kidman, dois outros atores conhecidos do público de Hollywood levaram prêmios na noite da quarta-feira (5): a jovem Angourie Rice ("Homem-Aranha: De Volta ao Lar") levou a estatueta de melhor atriz por "Ladies in Black"; e o veterano Simon Baker ("The Mentalist") foi premiado como melhor ator coadjuvante por "Breath".

Veja lista dos principais vencedores:

Melhor filme: "Sweet Country"
Melhor filme independente: "Jirga"
Melhor direção: Warwick Thornton, por "Sweet Country"
Melhor ator: Hamilton Morris, por "Sweet Country"
Melhor atriz: Angourie Rice, por "Ladies in Black"
Melhor ator coadjuvante: Simon Baker, por "Breath"
Melhor atriz coadjuvante: Nicole Kidman, por "Boy Erased: Uma Verdade Anulada"
Melhor roteiro original: David Tranter, Steven McGregor, por "Sweet Country"
Melhor roteiro adaptado: Joel Edgerton, por "Boy Erased: Uma Verdade Anulada"
Melhor fotografia: Warwick Thornton, por "Sweet Country"
Melhor edição: Nick Meyers, por "Sweet Country"
Melhor trilha sonora: Christopher Gordon, por "Ladies in Black"
Melhor design de produção: Roger Ford, Lisa Thompson, por "Pedro Coelho"
Melhor figurino: Wendy Cork, por "Ladies in Black"