Topo

Geek

"Eu me senti um idiota", diz ator sobre roupa especial de vilão de "Hobbit"

Iwi Onodera/UOL
O ator neozelandês Manu Bennett durante painel no primeiro dia da Comic Con Experience Imagem: Iwi Onodera/UOL

Paulo Pacheco

Do UOL, em São Paulo

06/12/2018 23h31

A participação do ator Manu Bennett no primeiro dia da CCXP 2018, nesta quinta-feira (6), foi um misto de palestra motivacional e um punhado de histórias engraçadas. Carismático, o neozelandês contou bastidores de seus papéis mais famosos, como o gigante Azog, vilão da sequência "O Hobbit".

Criado em computação gráfica, Azog, o Profano ganhou movimentos de Bennett por meio de uma roupa especial. A filmagem e os efeitos especiais estranharam o ator, que admitiu ter se sentido "um idiota" com o traje.

Reprodução
Azog em "O Hobbit" Imagem: Reprodução
"Azog foi um personagem estranho, um desafio interessante como ator. Usei roupa de captação de movimentos. Parecia uma múmia. eu me senti um retardado, um idiota. Não sou tão grande, tenho 1,85m, mas estar dentro dos personagens me faz ser capaz de me tornar qualquer pessoa", contou.

Bennett também contou uma história hilária com o diretor de "O Hobbit", Peter Jackson. O ator "cavalgou" em uma caixa de som para mostrar como foi filmada a cena com um "lobo" criado por computador.

Paulo Pacheco/UOL
Manu Bennett picha Azog, de "O Hobbit", na CCXP 2018 Imagem: Paulo Pacheco/UOL
"Perguntei: 'Isso aqui é um lobo'. Peter disse que sim. Falei: 'A cabeça do lobo é aqui?'. E ele: 'Mais para frente'. Eu disse: 'Eu vou ter um relacionamento com um lobo?'", brincou, arrancando risadas dos fãs. Bennett ainda pichou o personagem no palco e escreveu "Azog esteve aqui".

O ator também relembrou o acidente de carro que o deixou em coma, aos 15 anos. A tragédia o ajudou a criar seus personagens em "Spartacus" e "Arrow".

"Perdi minha mãe e meu irmão em um acidente de carro. Acordei do coma e meu pior inimigo estava no leito do hospital. Éramos cachorros de espécies diferentes, não nos bicávamos. Mas ele tinha perdido a mãe e eu não sabia disso. Hoje somos unha e carne. O seu inimigo está a um passo de ser seu amigo".