Topo

Geek

Brie Larson diz que se tornou a Capitã Marvel ao bombar nos treinos

Reprodução
Brie Larson em pôster de "Capitã Marvel" Imagem: Reprodução

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

05/12/2018 04h00

A atriz Brie Larson diz que virou a própria Capitã Marvel ao bombar nos treinos físicos na preparação para o papel do filme da Marvel que estreia no dia 7 de março. Em entrevista ao "SlashFilm" e a outros veículos durante visita ao set do longa, ela deu detalhes de sua preparação intensa para viver Carol Danvers.

O colega de elenco da atriz, Samuel L. Jackson (que retorna ao papel de Nick Fury, rejuvenescido por CGI, já que o filme se passa nos anos 1990), mostrou aos repórteres um vídeo que Larson lhe enviou em que ela aparecia empurrando um jipe estrada acima sozinha.

"Eu não acredito que ele mostrou isso a vocês", riu Larson. "É meio embaraçoso. Eu enviei isso para ele em particular. Foi só uma brincadeira entre o meu treinador e eu. Naquele ponto, eu já estava treinando há nove meses para o papel, e foi como uma piada: 'Se Carol é capaz e mover planetas, o mínimo que eu posso fazer é mover um carro'".

"Não foi tão difícil quanto eu pensei, o que foi meio louco. Tinha alguém sentado no banco do motorista, para o caso de eu não conseguir, assim o carro não me atropelaria. Tinha alguém lá pronto para pisar no freio", comentou ainda.

Larson contou que seus muitos meses de treinamento intenso vieram "da ignorância" sobre o processo de realizar um grande filme de ação. "Eu não sabia que as pessoas não faziam as próprias cenas de ação. Eu achei que faziam", brincou.

"Eu sou só uma pessoa introvertida e com asma, e eu senti que precisava mudar isso. Eu pensei: 'Não quero estar no set, ser dirigida para fazer algo, e não conseguir'. Foram nove meses treinando na academia, e mais três com o time de dublês", revelou.

"Todo mundo deixou a coisa rolar. Foi só um pouco depois do início das filmagens, depois que comecei a fazer todas as acrobacias loucas, que as pessoas diseram: 'Ninguém faz isso. Nós não queríamos te dizer, porque não queríamos que você parasse'", disse ainda.

A atriz confessou, no entanto, que "amou" esta parte do trabalho. "É claro que as coisas ficam mais complicadas por um ponto de vista, porque eu poderia ter descansado mais do que descansei. Mas eu aprendi muito sobre ela [a personagem], me tornei ela, através disso. Eu descobri minha própria força, e foi incrível".

Em "Capitã Marvel", conhecemos Carol Danvers quando ela retorna para a Terra a fim de caçar os Skrulls, alienígenas que transformam sua aparência e se disfarçam como seres humanos. Por anos, ela fez parte de uma força-tarefa intergaláctica de elite, sem se lembrar do seu passado no nosso planeta.

As mulheres no Universo Marvel

Brie Larson também não quer ser reconhecida como "a primeira protagonista feminina de um filme da Marvel" por seu papel em "Capitã Marvel".  "Eu meio que superei esta história de 'a primeira mulher blá-blá-blá'", disse. "É como dizer 'uau, as mulheres podem fazer o mesmo que os caras'. Que conceito louco. Eu sinto que, quanto mais falamos sobre isso, mais perpetuamos o mito de que é uma missão impossível [para uma mulher]".

"Não, se não existiam heroínas antes, é porque estava errado. Estava simplesmente errado. Agora, estamos fazendo o que é natural", completou.

Confrontada com o possível impacto cultural do filme, comparado por um repórter com o de "Pantera Negra", Larson contou que não tem expectativas. "Se acontecer algo bom, eu quero ser surpreendida", disse. "Eu não fiz este filme por conta dessas coisas, e eu não quero colocar um valor numérico nessa experiência".

"Você não pode decidir se é uma inspiração para as pessoas ou não. Desde que eu aceitei este papel, as pessoas tem me dito: 'Oh, você vai ser um exemplo para as garotas, blá-blá-blá'. Eu só vou fazer o que é verdadeiro para mim, e se as pessoas quiserem vir comigo, tudo bem", continuou.

"Eu não vou me desviar do meu caminho para fazer as coisas pensando em ser algo para outras pessoas", disse ainda. "Nenhum dos meus heróis não pedia desculpas por ser ele mesmo. Eles eram falhos, às vezes, e não tinha problema".

"Para mim, isso é parte do que Carol [Danvers, a Capitã Marvel] é. Ela tem falhas. Ela não é perfeita. Para que eu me sentisse confortável neste papel, eu tinha que aceitar a minha humanidade, e lembrar todo mundo dela. Eu sou uma artista. Eu quero fazer arte, e é só isso", completou.