Topo

Geek

Morre Geoff Murphy, diretor que comandou cenas-chave de "O Senhor dos Anéis"

Reprodução
Cena de "O Senhor dos Anéis" Imagem: Reprodução

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

04/12/2018 10h37

O cineasta neozelandês Geoff Murphy, que após ilustre carreira nos anos 1970, 1980 e 1990 acabou trabalhando como diretor de segunda unidade de Peter Jackson na trilogia "O Senhor dos Anéis", assinando algumas das cenas-chave dos filmes, morreu nesta segunda-feira (3) aos 72 anos.

A morte de Murphy em Wellington, na Nova Zelândia, foi confirmada pelo "New Zealand Film Fund". Murphy era considerado um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento da indústria cinematográfica neozelandesa nos anos 1980.

O sucesso de seus filmes, como "Mil Milhas de Aventura" (1980), "Utu: Espírito de Vingança" (1983) e "Terra Tranquila" (1985), revitalizaram a produção cinematográfica do país. Murphy foi então parar em Hollywood, onde fez filmes como "Jovens Demais Para Morrer" (1990) e "Freejack: Os Imortais" (1992), com Mick Jagger no elenco.

A produção atribulada deste último filme, em que o cineasta brigou com os produtores pela última palavra na edição, manchou sua reputação na terra do cinema. O último longa que dirigiu na indústria americana foi "A Força em Alerta 2" (1995), com Steven Seagal.

Ao final dos anos 1990, já trabalhava como diretor de segunda unidade para o amigo Roger Donaldson, outra figura marcante do cinema neozelandês, em "O Inferno de Dante". Foi então chamado por Peter Jackson para a equipe de apoio de "O Senhor dos Anéis", trabalhando nos três filmes da saga.

Em 2005, também foi assistente de direção de Lee Tamahori (outro neozelandês) em "xXx 2: Estado de Emergência". Suas tentativas de relançar carreira como cineasta acabaram ficando fora do circuito comercial, a exemplo dos longas "Spooked" (2004) e "Tales of Mystery and Imagination" (2009).

Em 2015, Murphy lançou a autobiografia "A Life on Film", sucesso editorial na Nova Zelândia.

Divulgação
Geoff Murphy dirige Mick Jagger em "Freejack: Os Imortais" Imagem: Divulgação