Topo

Geek


"Homem-Aranha no Aranhaverso" tem adeus "emocionante" a Stan Lee

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

30/11/2018 13h21

ATENÇÃO: SPOILERS DE "HOMEM-ARANHA NO ARANHAVERSO" A SEGUIR

A morte de Stan Lee no último dia 12 de novembro adicionou uma nova e inesperada camada de emoção à participação do ícone dos quadrinhos em "Homem-Aranha no Aranhaverso", animação estrelada pelo personagem que ele criou na Marvel.

Os diretores do longa, Bob Persichetti, Peter Ramsey e Rodney Rothman, conversaram com o "Deadline" sobre a cena, em que Lee dubla o dono de uma loja que o protagonista Miles Morales visita em um momento no qual se sente em crise com sua identidade como Homem-Aranha.

O personagem de Lee dá conselhos valiosos ao herói, além de provê-lo com um talismã misterioso. "Era importante para nós que a participação de Stan fosse importante para a trama", comentou Persichetti.

Rothman, enquanto isso, se lembrou de assistir ao filme em uma pré-estreia especial. "Foi incrível perceber como a cena de Stan suscitou reações emocionais diversas no público", refletiu.

Lee cocriou o Homem-Aranha com Steve Ditko, em 1962. Juntos, os dois gigantes dos quadrinhos criaram outros personagens clássicos do universo do Aranha, como o Duende Verde e o Doutor Octopus.

Embora "Aranhaverso" seja protagonizado por Miles Morales, que foi criado e assumiu o manto mais recentemente, o longa também inclui Peter Parker, o herói original, além de várias outras versões do Homem-Aranha, que se juntam quando um buraco entre dimensões é aberto por um vilão.

"Homem-Aranha no Aranhaverso" chega ao Brasil em 10 de janeiro de 2019.

Lee deixou gravadas participações em outros filmes antes de morrer. Ele aparecerá em "WiFi Ralph - Quebrando a Internet", "Capitã Marvel" e "Vingadores 4", todos com previsão de chegada em 2019 nos cinemas brasileiros.