Topo

Walking Dead


"Walking Dead" se despede do ano com mais uma morte

Divulgação
Cena do oitavo episódio da nona temporada de "The Walking Dead" Imagem: Divulgação

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

26/11/2018 01h36

ATENÇÃO: O texto abaixo contém spoilers de “The Walking Dead’. Não leia se não quiser saber o que acontece.

“The Walking Dead” exibiu neste domingo (25) seu último episódio do ano, “Evolution”, encerrando a primeira metade de sua nona temporada. A série, que só em 2018 deu adeus (de diferentes formas) a Carl (Chandler Riggs), Rick (Andrew Lincoln) e Maggie (Lauren Cohan), se despediu de mais um personagem: Jesus (Tom Payne), o relutante líder de Hilltop. De quebra, a produção ainda introduziu oficialmente os Sussurradores, provando que os misteriosos zumbis falantes eram, na verdade, humanos disfarçados.

Em outra frente do que foi um episódio tenso e movimentado, Negan (Jeffrey Dean Morgan) escapou -- o que provavelmente não significa boa coisa para o futuro dos habitantes de Alexandria. Mas vamos por partes.

O adeus de Jesus

O começo do fim de Jesus foi a missão para resgatar Eugene (Josh McDermitt), ainda preso no celeiro em que havia sido deixado por Rosita (Christian Serratos). Acompanhado de Aaron (Ross Marquand) e Daryl (Norman Reedus), ele conseguiu encontrar o cientista, mas o grupo enfrentou um grande contratempo: uma horda zumbi que não se comportava exatamente como o esperado.

Os esforços de Daryl em desviar o bando se mostraram inúteis, já que eles seguiam a direção que queriam. Jesus, Aaron e Eugene então se viram encurralados em um cemitério – um dos melhores cenários que a série já trouxe para as batalhas de seus personagens com os mortos.

Michonne (Danai Gurira), Magna (Nadia Hilker) e Yumiko (Eleanor Matsuura) surgiram – quase que caídas do céu – para ajudar, e Jesus ficou para trás tentando atrasar os zumbis enquanto todos escapavam. Em uma sequência bem coreografada, o líder de Hilltop derrotou vários com sua espada, mas acabou sendo surpreendido por um suposto morto-vivo. Ele foi agarrado e esfaqueado pela criatura, que sussurrou em seu ouvido: “Você está em um lugar ao qual você não pertence”. Foi uma cena de arrepiar, que não faria feio em um filme de terror.

O resto do grupo, em choque, voltou para a batalha, com a adição de Daryl, que havia acabado de retornar. Eles descobriram o truque dos Sussurradores ao ver que um dos mortos-vivos morto era, na verdade, uma pessoa disfarçada com uma máscara. Ao fim do episódio, eles se viram cercados novamente por um bando que sussurrava coisas como “não os deixem fugir”, em um gancho tenso para a próxima leva de episódios. 

Os novos vilões da série ganharão mais destaque em 2019. Sua líder, Alpha, será interpretada pela atriz Samantha Morton. 

Negan livre

Após anos preso em sua cela de Alexandria, Negan conseguiu escapar por um descuido da Gabriel (Seth Gillam), que, preocupado após descobrir que Rosita estava ferida, deixou a cela do vilão destrancada. Negan tentará voltar a aterrorizar aqueles que o prenderam? Fica o mistério.

Comunidades fraturadas

O episódio ainda explorou um pouco mais da rachadura que surgiu entre as comunidades desde a morte de Rick. Michonne, que conduziu Magna e seu grupo até Hilltop, acabou se encontrando inesperadamente com Carol (Melissa McBride) e um diálogo curto, mas significativo, entre as duas deu a entender que algo mais levou Michonne a fechar Alexandria para o mundo – não foi desta vez, no entanto, que descobrimos o que houve.

Henry

Na ausência de Judith Grimes, o destaque entre o elenco jovem de “Walking Dead” ficou por conta de Henry (Matt  Lintz). Levado a Hilltop por Carol para aprender a ser um ferreiro, o garoto viveu uma experiência tipicamente adolescente: ficou decepcionado ao saber que Enid tinha um namorado, tentou fazer novos amigos, quebrou as regras, deixou os limites da comunidade, ficou bêbado e ainda matou um zumbi. Acabou a noite na prisão, por embriaguez e conduta desordeira. Deu até dó. 

Errata: o texto foi atualizado
27/11/2018 às 00h00
O nome do ator que interpreta Henry havia sido creditado como Macsen Lintz. No entanto, é Matt Lintz que dá vida ao personagem. O texto já foi corrigido.

Mais Walking Dead