Topo

Filmes e séries

Amanda Bynes revela que se vestir de homem em filme a deixou depressiva

Reprodução
Amanda Bynes em cena de "Ela É o Cara" Imagem: Reprodução

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

26/11/2018 21h56

A atriz Amanda Bynes revelou que sua participação em "Ela é o Cara" (2006) a deixou depressiva.

Em entrevista para a revista "Paper", a protagonista relembrou do choque que foi quando viu o filme pela primeira vez. "Eu não gostei do que jeito que fiquei como um menino", explicou Amanda.

Ela completou que o papel foi uma "experiência super estranha e 'fora do corpo', realmente me colocou em uma paranoia". 

Amanda, que está sóbria há quatro anos, viveu Viola em "Ela é o Cara". Na trama, a garoto se disfarçava de menino para se passar pelo irmão em uma escola tradicional, usando cabelo curtinho e terno.

Bynes anunciou uma pausa na carreira em 2010 por problemas pessoais. Nos anos seguintes, a atriz foi detida pela polícia por dirigir embriagada e por posse de maconha após ser flagrada fumando.

Em 2013, ela foi detida por atear fogo na calçada de um estranho em Thousand Oaks, na Califórnia. A atriz foi hospitalizada para uma avaliação mental e seus pais logo pediram a tutela da filha. 

Em julho de 2017, Amanda confirmou que estava planejando voltar a atuar, mas ainda segue afastada da televisão e do cinema.