Topo

Música

Sóbria há 4 anos, Florence Welch fala sobre relação com álcool: "Eu ia morrer"

Manuela Scarpa e Rafael Cusato/Brazil News
Florence Welch, líder do grupo Florence and the Machine Imagem: Manuela Scarpa e Rafael Cusato/Brazil News

Osmar Portilho

Do UOL, em São Paulo

08/11/2018 12h27

A cantora Florence Welch, do grupo Florence and the Machine, conversou com o site da Rolling Stone americana e falou sobre sua decisão de parar de beber. A britânica disse que chegou a temer a morte quando decidiu tomar seu último drink, há quatro anos.

"Beber de maneira extrema era grande parte da minha identidade. Música e álcool meio que eram minhas primeiras paixões. Quando eu parei, eu tinha uma sensação de que estava decepcionando algum fantasma do rock que eu simplesmente não podia mais lidar. Foi algo monumental. Não era algo do tipo 'quero ficar saudável'. Era tipo 'eu preciso parar, vou morrer'", afirmou a cantora.

A decisão de deixar a bebida não veio sozinha. Vários amigos conversaram com Florence para convencê-la a abandonar o hábito. "Eu fiquei cansada de como as ressacas eram repetitivas. Quando você chega nesse ponto que é cansativo e não se diverte, isso me esgotou".

Neste ponto, Florence disse que chegou ao final do processo após enfrentar várias turnês "realizada e exausta". "Eu finalmente tirei um ano para relaxar e acabou sendo um período estressante porque eu não tinha nenhum motivo para parar de beber. Eu estava obcecada romanticamente com uma pessoa que era sã o suficiente para não querer nada comigo. Sempre estive rodeada de pessoas que queriam me acompanhar na minha loucura e desta vez alguém disse 'não estou interessado'".

Longe do álcool, Florence, que hoje está com 32 anos, ainda respondeu com o que mais gasta seu tempo: "Livros, roupas vintage e café".