Topo

Música

"Teile e Zaga" e "Fábio Assunssão": Artistas miram em memes para emplacar hits

Flaney Gonzalles/Divulgação/Reprodução
A dupla Henrique & Juliano e um dos memes de "não bebereis" Imagem: Flaney Gonzalles/Divulgação/Reprodução

Breno Boechat

Colaboração para o UOL

08/11/2018 04h00

O verão ainda nem chegou, mas a disputa pelo título de hit da estação já movimenta cantores, compositores e produtores musicais em estúdios pelo Brasil. Até o fim do ano, artistas testam o que pode ser sucesso quando a temperatura subir ainda mais. E, pelo menos até agora, o que se vê é o surgimento de uma nova tendência no mercado fonográfico brasileiro, pelo menos no mainstream: os “memehits”.

A expressão não é científica, mas ajuda a perceber o que tem feito sucesso nas paradas musicais brasileiras. “Memehits” são músicas feitas a partir de posts que viralizaram na internet e que, também por isso, deram certo. Uma coisa leva à outra: a canção não existiria sem o meme, mas há casos em que o meme ganha ainda mais força com a música.

O UOL separou uma lista de alguns “memehits” que têm feito sucesso por aí e outras apostas do mercado fonográfico que também vieram de onde? Do maravilhoso mundo da internet!

"Deus me livre, mas quem me dera"

De tanto servir de legenda em posts e memes nas redes sociais pela ambiguidade maravilhosa, a frase virou música. Márcia Fellipe e Jerry Smith, em cima do lance, transformaram o meme no batidão romântico “Quem Me Dera”, que já soma mais de 34 milhões de views em duas semanas.

"Vai que bebereis"

Uma das apostas do novo trabalho de Henrique & Juliano também vem inspirada em uma frase que anda bem na moda na internet. O refrão, que gruda feito meme, brinca com a resposta bem sacada pro ditado. “Não diga dessa água nunca bebereis/Vai que bebereis/É praga de ex”. Resultado: 15 milhões de views em menos de um mês.

"Fábio Assunssão" (sim, com dois ‘S’).

Pra não ter problemas com o ator que acabou virando meme na internet, o funkeiro Bartz escreveu "Assunssão" com dois "S". A mudança não impediu a música de viralizar junto com as montagens com as fotos do global e vem embalando festinhas de gente jovem por aí. É uma das 30 faixas mais tocadas do país no momento, segundo o Top 50 Viral Brasil do Spotify.

Aliás, o hit de Bartz inclusive já ganhou uma versão em pagodão baiano, que surge com potencial pra durar até, quem sabe, o carnaval do ano que vem. Quem fez foi a La Fúria, uma especialista no assunto “memehits”.

"Teile e Zaga"

A mesma La Fúria foi quem aproveitou o meme do "teile e zaga"  e fez uma música com o mesmo nome. Pra ajudar a bombar, chamou a criadora do meme, Alcione, pra gravar o clipe junto. Mais um "memehit" que viralizou!

"Solta a Pisadinha"

Seguindo a lista, temos o “Solta a Pisadinha”, que registra mais um fato curioso: o meme que foi requentado (ou transformado) e que acabou fazendo mais sucesso que o original. Ainda em 2017, a melodia ficou famosa com o meme da guitarra humana (veja aqui!). Um ano depois, a mesma música serviu pro desafio #nordestechallenge (aqui), que também virou febre. Agora já tem até versão em música eletrônica entre as mais tocadas do Spotify no Brasil. Mas a que bomba mesmo é a do forró!

"Atrasadinha”

Há também casos em que o meme só faz o favor de ajudar uma música que já vinha fazendo sucesso. Foi o que aconteceu com “Atrasadinha”, parceria de Felipe Araújo e Ferrugem. O single já performava bem nas paradas, quando o jogador do Real Madrid Vinícius Júnior gravou um vídeo cantando e desafinando no refrão. Pronto: o vídeo se espalhou pela internet e a música virou a mais tocada do país em todas as plataformas de streaming. E o meme favorito dos jogadores e torcedores de futebol também. 

"Crush Blogueirinha"

Reforçando a tendência, vem a nova aposta de Léo Santana, nome sempre forte entre os favoritos a donos de hit do verão. O gigante, no entanto, não conseguiu misturar tão bem dois memes que bombam na internet: “bem blogueirinha” e “crush”. Na música nova do cantor baiano, "Crush Blogueirinha", elas não têm nenhuma grande conexão a não ser o fato de fazerem parte do mesmo universo. Isso mostra que, mesmo forçando um pouco a barra, nessa corrida vale a pena cantar sobre meme.