Topo

Entretenimento

J.K. Rowling processa ex-assistente por compras inusitadas com seu dinheiro

Neil Hall/Reuters
15.nov.2016 - A escritora J.K. Rowling participa da pré-estreia de "Animais Fantásticos e onde Habitam", em Londres Imagem: Neil Hall/Reuters

Maurício Dehò

Do UOL, em São Paulo

08/11/2018 08h33

A autora J.K. Rowling, famosa por ser a criadora do mundo de Harry Potter, acionou uma ex-assistente na Justiça. O motivo é inusitado: a funcionária teria gastado 24 mil libras em compras nada comuns - da compra de dois gatos a uma conta de quatro dígitos em bebidas do Starbucks.

Segundo a BBC, Rowling, 53, diz que Amanda Donaldson tinha acesso a suas finanças e quebrou sua confiança ao fazer compras pessoais. Donaldson trabalhou com a autora de 2014 a 2017, e foi demitida por má conduta.

A ex-assistente, de 35 anos, nega as acusações.

O processo pede a devolução de 23.696 libras gastas no cartão de crédito corporativo, a que Donaldson tinha acesso como parte de seu trabalho.

A contabilidade de Rowling descobriu discrepância nos gastos apresentados e acusa a ex-assistente de gastar, por exemplo, 1.636 libras no Starbucks, 1.482 libras em um site de velas aromáticas e 3.629 libras em uma loja de cosméticos, entre outros.

A ex-assistente também teria furtado objetos ligados à franquia "Harry Potter". 

Para completar, ela é acusada de ter comprado dois gatos com o cartão corporativo, no valor de 1.200 libras.

Um porta-voz da autora confirmou as acusações: "Posso confirmar que J.K. Rowling tomou ações legais contra sua ex-assistente, devido a má conduta. Como o caso não está concluído, ela não falará mais sobre isso no momento."

O caso deve ir aos tribunais britânicos ainda neste ano. 

Mais Entretenimento