Topo

Filmes e séries

Noah Centineo diz que comédias teen da Netflix são "só o começo" na carreira

Divulgação
Lana Condor, Anna Cathcart e Noah Centineo em ena de "Para Todos os Garotos que Já Amei" Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

07/11/2018 13h08

Noah Centineo conquistou o público (especialmente, o adolescente) com suas interpretações em "Para Todos os Garotos que Já Amei" e "Sierra Burgess é uma Loser", mas o astro define as duas comédias adolescentes da Netflix como "trampolins" para ambições maiores na carreira.

Em entrevista ao "The Hollywood Reporter", onde foi escolhido como um dos representantes da nova geração do cinema americano, Centineo admite que seus gostos pessoais passam longe dos romances teen: ele é fã dos irmãos Coen e de Terrence Malick, e quer um dia trabalhar com ambos.

"Tudo o que eu estou fazendo agora, e tudo o que eu fiz antes disso, é só o começo. Não estou nem perto de onde gostaria de estar", comenta o ator. Ele não despreza os contos românticos dos quais participou, no entanto: "Eu amo o amor".

Centineo se mudou para a terra do cinema, Los Angeles, com a mãe, aos dezesseis anos de idade. "Se vocês forem comigo para a Califórnia, eu serei bem-sucedido. Eu prometo", disse o jovem Noah para os pais na época.

Uma vez perto dos estúdios, o ator começou a fazer testes para os mais variados papéis, o que complicava seu desempenho na escola. "Se eu tinha uma reunião com um agente e uma aula de história, eu ia para a p**** reunião! Eu não sou um acadêmico, eu sabia que não ia ser um matemático ou um historiador. Eu vim para Los Angeles para atuar", comenta.

Após repetir um ano por conta das faltas, Centineo deixou a escola e completou sua educação em um programa à distância usado por muitos jovens atores. Aos 18 anos, foi escalado para um papel recorrente na série "The Fosters", e aproveitou os intervalos das filmagens para rodar os dois projetos que o lançariam ao estrelato.

"Eu estava em uma posição bizarra, porque filmei dois longas ['Para Todos os Garotos' e 'Sierra Burgess'] que sabia que iam fazer sucesso, mas não podia mostrar isso para os produtores. Eu tinha duas ou três reuniões por dia, e minha fala padrão passou a ser: 'Oi, eu sou Noah, tenho dois filmes para sair, e adoraria ler o seu roteiro'", brinca o ator.

Com o aumento da popularidade, as respostas começaram a chegar. Em 2019, ele vai aparecer na nova versão de "As Panteras", dirigida por Elizabeth Banks; voltar ao filão das comédias românticas com "The Stand-In"; e estrelar o seu primeiro filme de ação, "Valet", do diretor Assaf Bernstein ("Fauda").

Confiante, Centineo não tem problema nenhum em assumir que se tornou o primeiro grande astro a ser lançado pelos filmes originais da Netflix. "Absolutamente, p****. Eu sou o dono desse negócio", brinca.