Topo

Filmes e séries

Clássico de Natal, "Simplesmente Amor" completa 15 anos

Reprodução
Andrew Lincoln em cena de "Simplesmente Amor" (2003) Imagem: Reprodução

Osmar Portilho

Do UOL, em São Paulo

07/11/2018 13h48

Quem não gosta de um bom filme de Natal? Aquele roteiro preparado minuciosamente com um pouco de romance e comédia pronto para agradar a família inteira com um lançamento cirúrgico na época que antecede as comemorações. Em 7 de novembro de 2003, há exatos 15 anos, estreava nos Estados Unidos "Simplesmente Amor", um filme que entrou para a história do cinema com diversas histórias cruzadas de amor.

Reprodução
Hugh Grant vive primeiro-ministro britânico em "Simplesmente Amor" Imagem: Reprodução

Escrito e dirigido por Richard Curtis, o longa foi produzido em parceria entre Estados Unidos, Reino Unido e França. Contando dez histórias de amor, o filme tem um elenco invejável com nomes como Hugh Grant, Emma Thompson, Liam Neeson, Alan Rickman, Keira Knightley e Andrew Lincoln. Até o brasileiro Rodrigo Santoro dá o ar da graça como Karl.

"O filme transita entre histórias nas semanas anteriores ao Natal, nenhuma delas muito original ou convincentes em si, mas no conjunto elas ilustram o tema. Uma nevasca de histórias de Natal, cada um insubstancial como um floco de neve, mas cumulativamente eles te sufocam com bom humor", diz a resenha de Kirk Honeycutt, do Hollywood Reporter, ainda em 2003.

O jeito que a narrativa se constrói em "Simplesmente Amor" pode ser explicado facilmente pelo estilo de seu autor, Richard Curtis. Como roteirista, o neozelândes criou histórias que cativaram os fãs de comédias românticas, como "Um Lugar Chamado Notting Hill" (1999), "O Diário de Bridget Jones" (2001) e "Quatro Casamentos e um Funeral" (1994).

Com duas indicações ao Globo de Ouro -- por melhor filme musical ou comédia e melhor roteiro adaptado --, "Simplesmente Amor" transformou seu orçamento inicial de US$ 40 milhões em uma bilheteria mundial de US$ 247 milhões. Mas, mais do que isso, entrou para lista daqueles filmes indispensáveis de Natal que todo mundo quer ver de novo.