PUBLICIDADE
Topo

Clássicos e revelações: Veja 10 filmes de terror para assistir no Halloween

Reprodução
Imagem: Reprodução

Caio Coletti

Coleboração para o UOL

31/10/2018 10h42

"Aquela" época do ano já chegou! O dia 31 de outubro, popularmente conhecido como Halloween ou Dia das Bruxas, é a data mais esperada do ano para os fãs dos filmes de terror.

Não só os estúdios se esforçam para fisgar esse público com o lançamento de vários filmes do gênero (ou, ao menos, trailers para os que vão chegar mais tarde), como todo fã de terror que se preze também organiza uma mini-maratona no grande dia.

Se você não sabe o que assistir neste Halloween, separamos algumas opções de primeira disponíveis em vários serviços de streaming no Brasil. Confira:

Para quem está viciado em “A Maldição da Residência Hill”

“Hereditário” - disponível na Amazon Prime Video

A Amazon foi a primeira a receber o badalado filme de estreia do diretor Ari Aster, que retrata uma família abalada pela morte da avó, que pode ter deixado uma herança sinistra para trás. O filme, assim como “Residência Hill”, entrelaça dramas familiares e terror psicológico dos bons, combinado com um clímax pesadíssimo, que não vai sair da cabeça do espectador tão cedo. Toni Collette entrega uma das grandes atuações da carreira na pele da artista Annie, matriarca da família.

“Anticristo” - disponível na Globoplay

Se o seu negócio é mesmo terror psicológico com tintas familiares, difícil encontrar filme mais perturbador que “Anticristo”, do sempre polêmico Lars Von Trier. Aqui, Charlotte Gainsbourg e Willem Dafoe brilham na pele de um casal que, após perder o filho, se retira para uma cabana na floresta. Embora Trier sempre tenha brincado com o terror em seus filmes chocantes, ele nunca confrontou o gênero tão de frente quanto em “Anticristo”.

Para quem curte terror com humor

“O Que Fazemos nas Sombras” - disponível na Netflix

Antes de assinar “Thor: Ragnarok”, Taika Waititi se juntou ao colega neozelandês Jemaine Clement para tirar sarro dos filmes de vampiro no impagável “O Que Fazemos nas Sombras”. A comédia é estruturada como um falso documentário, com uma equipe de filmagens acompanhando o cotidiano de alguns vampiros “modernos”, liderados por Viago (o próprio Waititi, hilário).

“O Ataque dos Vermes Malditos” - disponível na Netflix

Um verdadeiro clássico do terror com humor, “O Ataque dos Vermes Malditos” gerou uma longa franquia - o sexto filme, “Um Dia Frio no Inferno”, foi lançado ainda neste ano. Nada supera o original, no entanto, em que Kevin Bacon e Fred Ward são moradores de uma cidadezinha nos EUA em que criaturas que se assemelham a minhocas gigantescas começam a atacar.

Para quem é fã de Stephen King

“It: A Coisa” - disponível na HBO Go

Impossível falar de Stephen King nos últimos anos sem falar da adaptação de “It: A Coisa”, considerado por muitos sua obra-prima literária. O diretor Andy Muschietti e um elenco infantil afiado transportaram a sensação de medo das páginas para a tela nessa história sobre um grupo de crianças enfrentando o terrível palhaço Pennywise, que sequestra crianças na cidadezinha ficcional de Derry. Antes do lançamento da continuação, marcada para 5 de setembro de 2019, vale a pena conferir o primeiro filme.

“Jogo Perigoso” - disponível na Netflix

Para muitos espectadores, “Jogo Perigoso” foi “aquela outra adaptação do Stephen King” em 2017, mas a verdade é que o filme, produzido e lançado pela Netflix, tem suas próprias (e fartas) qualidades. Sob direção de Mike Flanagan (de “A Maldição da Residência Hill”), “Jogo Perigoso” acompanha o suplício de uma mulher (Carla Gugino) que é deixada algemada na cama quando o seu marido (Bruce Greenwood) morre bem “na hora H”.

Para quem aprecia os clássicos

“O Exorcista” - disponível na HBO Go

Talvez o maior dos clássicos do cinema de terror, “O Exorcista” é parada obrigatória para quem quer entender o gênero. O filme de William Friedkin sobre a possessão da pequena Regan (Linda Blair) impressionou e ainda impressiona plateias 45 anos depois de seu lançamento, em 1973. Cheio de atuações arrasadoras e com um clima opressivo, o longa definiu o que é “cinema de horror” para toda uma geração - e além dela.

“O Bebê de Rosemary” - disponível na Amazon Prime Video

Do outro lado da moeda dos clássicos absolutos do terror, “O Bebê de Rosemary” aposta mais na pressão psicológica do que nas imagens grotescas de seu companheiro de lista. Com uma performance magistral de Mia Farrow, o longa mostra um jovem casal que se muda para um apartamento com vizinhos para lá de estranhos. Quando a mulher, Rosemary, engravida, a paranóia pela segurança da criança domina sua vida.

Para quem gosta de cinema independente

“Corrente do Mal” - disponível na Netflix

Com inspiração franca em “Halloween”, o clássico de John Carpenter de 1978, David Robert Mitchell cria um conto de terror contemporâneo que consegue ser profundo e assustador ao mesmo tempo. Na trama, a jovem Jay (Maika Monroe) é “infectada” com uma maldição transmitida sexualmente. Uma mitologia rica e momentos enervantes marcam esse climático filme independente.

“A Bruxa” - disponível na Netflix

É impossível negar as virtudes técnicas de “A Bruxa”, um dos filmes mais plenamente realizados dos útimos anos. Para o cinéfilo, é um prato cheio, e para o fã casual do terror um conto tenso e macabro, com um final perfeito. Na trama, uma família expulsa de sua comunidade por seguir uma religião diferente passa a viver em cabana na beira da floresta, onde coisas estranhíssimas começam a acontecer.