PUBLICIDADE
Topo

Rapper Tekashi69 é condenado por simular sexo com adolescente de 13 anos

O rapper Tekashi 6ix9ine, com seu visual bem autêntico - Reprodução/Instagram
O rapper Tekashi 6ix9ine, com seu visual bem autêntico Imagem: Reprodução/Instagram

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

26/10/2018 17h34

O rapper Tekashi69 foi condenado nesta sexta-feira (26) a quatro anos em liberdade condicional por simular ato sexual com uma menor de idade, justamente a pena que a defesa do músico queria. Segundo o "TMZ", tanto os advogados quanto o rapper comemoram a decisão do juiz.

O caso aconteceu em 2015, quando o cantor ainda não era famoso. Documentos obtidos pelo TMZ apontam que Tekashi estava em uma festa no Harlem (Nova York) quando uma adolescente de 13 anos foi filmada tendo relações sexuais com uma pessoa. 

O rapper, que tinha 18 anos na época, se posicionou "atrás da criança empurrando o corpo dela com sua pélvis e batendo em suas nádegas", descreveu os registros oficiais. Os procuradores afirmaram que a garota estava nua no vídeo.

A sentença de Tekashi foi deferida em dois anos caso ele cumpra certas condições, como completar mil horas de serviços comunitários, fazer tratamento psicológico e ficar longe de problemas com a justiça.

Em setembro, Tekashi escreveu uma carta ao juiz do caso explicando que seus últimos problemas com as autoridades --agredir um policial e atacar um fã no shopping-- não constituiriam violação do acordo para a condicional.

A recomendação da procuradoria era que o cantor pegasse de um a três anos de prisão.

Algumas horas depois...

Parece até mentira, mas não é. Algumas horas após receber sua sentença, Tekashi foi encontrar um executivo da gravadora 10k  Projects Records em um restaurante em Nova York.

Segundo o "TMZ", um guarda-costas do chefão da gravadora não deixou que a equipe do cantor entrasse no local, já que foi informado que apenas o artista deveria participar da reunião. O segurança pessoal de Tekashi não concordou com a decisão e grande confusão se instaurou no restaurante. 

Durante o falatório, uma terceira pessoa entrou na briga e disparou quatro tiros, acertando o guarda-costas de Tekashi no estômago. O segurança foi levado imediatamente ao hospital.