PUBLICIDADE
Topo

Contra abusos, HBO empregará "coordenadores de intimidade" para cenas de sexo

"The Deuce" foi a primeira série da HBO a ter uma coordenadora de intimidade - Divulgação/HBO
"The Deuce" foi a primeira série da HBO a ter uma coordenadora de intimidade Imagem: Divulgação/HBO

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

26/10/2018 12h00

Em sintonia com as discussões que Hollywood vem levantando a respeito de casos de abuso e assédio sexual, a HBO resolveu inaugurar uma nova prática em suas produções: agora, todas as cenas de sexo serão acompanhadas, nos bastidores, por um coordenador de intimidade.

A função assemelha-se à de um coordenador de dublês. O coordenador de intimidade irá supervisionar as cenas, no set de filmagens, para garantir que os atores envolvidos sintam-se seguros e confortáveis enquanto atuam.

A HBO testou – e aprovou – a prática durante a segunda temporada de “The Deuce”. Alicia Rodis foi contratada como coordenadora de intimidade da série, que mostra os bastidores da indústria pornográfica na Nova York dos anos 1970, e logo em seguida trabalhou na comédia “Crashing”, na ainda inédita adaptação de “Watchmen” e no filme de “Deadwood”, de acordo com a revista “The Hollywood Reporter”.

Rodis, inclusive, já está treinando novos coordenadores de intimidade, que devem trabalhar no drama “Jett” e em “Euphoria”, série produzida pelo cantor Drake.

Pedido de atriz

A decisão de ter uma coordenadora de intimidade em “The Deuce” partiu de uma sugestão da atriz Emily Meade, que vive a atriz pornô Lori na produção. Após o movimento #MeToo, ela começou a se questionar sobre o porquê de não haver nenhum profissional responsável por acompanhar cenas de sexo – ao contrário do que acontece com cenas de ação ou que envolvam crianças e animais.

“Quando se fala de sexualidade, que é uma das áreas mais vulneráveis para todos os humanos, homens e mulheres, não há um sistema. Nunca houve uma pessoa para proteger e trazer conhecimento”, contou a atriz em entrevista à própria HBO. Meade levou então sua inquietação aos criadores da série, David Simon e George Pelecanos, que passaram a ideia adiante.

A emissora então encontrou Alicia Rodis por meio de sua iniciativa Intimacy Directors International, que tem o objetivo de estabelecer padrões para cenas de sexo no audiovisual e no teatro.

Trabalho com equipe

Mas como é, afinal, o dia a dia de um coordenador de intimidade? Também à HBO, Rodis explicou que seu trabalho começa com uma conversa com diretores e produtores sobre as cenas especificadas no roteiro, para entender o que eles esperam delas. Em seguida, a coordenadora faz a ponte com os atores e as equipes de maquiagem e figurino. Às vezes, até os agentes dos atores são acionados, para garantir que toda nudez esteja dentro dos contratos previamente assinados.

Na hora das filmagens, ela acompanha tudo de perto. “Eu ajudo a conduzir a reunião de segurança que temos antes da cena, facilito a comunicação e garanto que tudo seja comunicado e que tudo seja consensual”, explica. “Eu ajudo a montar a coreografia para as cenas e garanto que sempre aja uma saída para os atores caso eles precisem de um intervalo. Às vezes, checo também o monitor para ver o que estamos mostrando ou não. Há muitas partes”.

Rodis espera que, no futuro, mais coordenadores como ela estejam presentes nas produções. “Estamos passando por uma grande mudança cultural e todos estão desesperados correndo atrás. É preciso muita coragem e humildade para olhar para algo que tem sido feito de uma certa forma há anos e dizer ‘podemos fazer melhor do que isso’”.