PUBLICIDADE
Topo

Diferenças entre Marvel e Netflix contribuíram para fim de Luke Cage, diz site

Cena de "Luke Cage" - Divulgação
Cena de "Luke Cage" Imagem: Divulgação

Beatriz Amendola

Do UOL, em São Paulo

20/10/2018 16h37

O cancelamento abrupto de “Luke Cage” pegou fãs de surpresa na última sexta-feira (19), já que uma terceira temporada da série sobre o herói do Harlem já era dada como certa. Nos bastidores, porém, a situação era tensa – e diferenças entre a Netflix e a Marvel contribuíram para a decisão, de acordo com o site Deadline, um dos mais tradicionais de Hollywood.

O showrunner Cheo Hodari Coker e seu time de roteiristas vinham trabalhando há seis meses nos novos episódios da série, mas as tensões cresceram nesta semana, quando eles entregaram os primeiros rascunhos mais elaborados dos roteiros.

Segundo o Deadline, alguns executivos levantaram problemas com os rascunhos, ainda que eles tivessem incorporado várias sugestões vindas tanto da Marvel quanto da Netflix. A situação ficou ainda pior nos últimos dois dias, com “Marvel e Netflix aparentemente intratáveis e de lados opostos da disputas”, afirmou a publicação. O cancelamento foi tido então como a única saída possível para o impasse.

Os problemas da última semana sucederam outros: em setembro, os trabalhos dos roteiristas foram suspensos por uma semana enquanto Disney e Marvel tentavam chegar a um acordo que permitisse diminuir a quantidade de episódios da terceira temporada de “Luke Cage” – em vez de os tradicionais 13, sairiam apenas 10.

Também vem crescendo, nos últimos tempos, a pressão sob o desempenho das séries Marvel-Netflix. As atrações custam caro para ser produzidas, e nos últimos tempos era maior a cobrança para que elas tivessem desempenho acima da média na audiência. A Netflix, vale lembrar, não divulga publicamente esses números.
Ainda segundo o Deadline, os contratos dos atores da série ainda estão em vigor – mas não há planos para o futuro dos personagens.

O cancelamento de “Luke Cage” vem exatamente uma semana após o anúncio do fim de “Punho de Ferro”, o que deixou fãs esperançosos para ver uma possível nova série baseada em “Heróis de Aluguel”, a dupla formada pelos dois personagens nos quadrinhos. Nada de concreto, no entanto, foi dito sobre essa possibilidade.

Por hora, a parceria Marvel-Netflix segue com três séries: “Demolidor”, cuja terceira temporada estreou na última sexta, e “Jessica Jones” e “Justiceiro”, com novas temporadas já em produção.