Topo

Cantando em espanhol, Shakira encantou o Brasil muito antes do "Waka Waka"

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

19/10/2018 15h15

A Shakira que chega ao Brasil para fazer dois shows esgotados (restam poucos ingressos em Porto Alegre) a partir de domingo (21) certamente encontrará muitos fãs nostálgicos em São Paulo (21/10) e Porto Alegre (23/10).

Sem trazer uma turnê para o país há sete anos, a colombiana que reinventou sua carreira ao longo dos anos encerra a "El Dorado Tour" na América Latina. Após passar pelo Brasil, serão apenas quatro shows antes do encerramento da turnê em sua terra natal, a Colômbia.

A nostalgia dos brasileiros faz todo sentido. O Brasil foi um dos países que abraçou a colombiana antes mesmo de ela virar uma estrela pop reconhecida no mundo todo. Nos anos 90 e início dos anos 2000, Shakira era figura certa nos programas de TV mais populares.

No SBT, Shakira fez diversas passagens pelo "Domingo Legal", comandado por Gugu, no "Programa Livre", de Serginho Groisman e no programa de Hebe. Ela encontrou até as meninas do Rouge quando o grupo surgiu no "PopStar".

Shakira também participou dos programas de Luciano Huck tanto na Band ("H") como na Globo, no início do "Caldeirão do Huck". E deu entrevistas para Jô Soares em 1997 e para Marília Gabriela em 2001. Sempre fazendo questão de conversar em português com os apresentadores, a cantora encantava cada vez mais o público brasileiro.

Paulo Giandalia/SBT
A cantora colombiana Shakira no Programa Livre, apresentado por Serginho Groisman, em 1999 Imagem: Paulo Giandalia/SBT

Fãs ansiosos

Foi assim que Leila Bezerra da Silva, uma das fãs que estará no Allianz Parque neste domingo, conheceu a cantora. A recepcionista de 31 anos, viu Shakira pela primeira vez na televisão, na gravação de um dos programas de Gugu Liberato. Depois disso, ela já viu a colombiana em dois shows na Europa. Mas o último deles foi em São Paulo mesmo, no Morumbi, em 2011, durante a última passagem de Shakira por aqui com uma turnê.

"Sou da zona norte de São Paulo, e quando era adolescente eu ia todos os domingos no programa do Gugu que era ao vivo na Vila Guilherme. Aí entrou a Shakira cantando 'Estoy Aquí'. Ela estava de calça de couro preta, camisa e descalça, A voz dela era algo diferente e eu me apaixonei por ela desde o primeiro dia que a vi", recorda a fã sobre quando conheceu a cantora.

Arquivo pessoal
A fã Leila conheceu Shakira no programa do Gugu Imagem: Arquivo pessoal

Com apenas duas datas no Brasil, os fãs de outros Estados também correram para garantir ingressos no retorno de Shakira. Diana Gomes, de Salvador, garante que vai "alagar" o Allianz Parque com suas lágrimas. Ela vem para São Paulo com o namorado só para ver Shakira. Mas o motivo das lágrimas será a lembrança do seu pai, que assistia os clipes com ela durante a adolescência. 

"Quando ela tocar 'Whenever, Wherever' vão vir as melhores lembranças que tive com ele e meu coração vai transbordar de felicidade. Vai ser a realização de um sonho de adolescência", conta a baiana.

Se Shakira seguir o repertório que tem mostrado nos últimos shows, a música que marcou a vida de Diana está garantida. Assim como o primeiro grande hit dela aqui no Brasil, "Estoy Aqui", do álbum "Piés Descalzos", de 1995. Shakira teve uma fase bem americanizada, mas nunca se afastou de sua latinidade.

Os hits mais recentes também entram na turnê "El Dorado", entre eles as parcerias com seu conterrâneo Maluma. As músicas que marcaram as edições de 2010 e 2014 da Copa do Mundo são outras que completam o repertório. Fãs mais novos com certeza lembram da  cantora como a voz de "Waka Waka", gravado para a Copa da África do Sul e visto até hoje como a música das músicas do torneio de futebol. Shakira também inclui no repertório "La La La", que ela cantou com Ivete Sangalo e Carlinhos Brown no encerramento da Copa de 2014, e pode ganhar uma versão especial aqui no Brasil.

Xinhua/Guo Yong
Shakira segura seu filho, Milan, ao lado de Ivete Sangalo e Carlinhos Brown no encerramento da Copa do Mundo de 2014 no estádio do Maracanã, no Rio Imagem: Xinhua/Guo Yong

Mais Pop