PUBLICIDADE
Topo

Origem da Capitã Marvel é alterada nos quadrinhos antes da estreia do filme

Imagem de "Life of Captain Marvel" - Reprodução
Imagem de "Life of Captain Marvel" Imagem: Reprodução

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

17/10/2018 16h22

Antes da estreia do filme "Capitã Marvel", o braço editorial da Marvel decidiu mudar a história de origem da heroína para refletir melhor o espírito da sua versão cinematográfica. Na quarta edição de "Life of Captain Marvel", lançada nesta semana, descobrimos de onde essa nova versão de Carol Danvers ganhou seus poderes.

Em 1977, a segunda edição da revista "Ms. Marvel" estabeleceu que Danvers virou a heroína Capitã Marvel ao ser exposta por acidente a um dispositivo chamado Psico-Magnetron. O incidente envolveu também o primeiro Capitão Marvel da editora, um personagem masculino.

A nova história de origem, apresentada pela revista de Margaret Stohl, Carlos Pacheco e Erica D'Urso, estabelece que Carol na verdade sempre foi um híbrido de humano e Kree, uma poderosa raça alienígena. A mãe da heroína, Marie Danvers, é na verdade Mari-Ell, uma guerreira Kree, e o acidente com o Psico-Magnetron apenas "ativou" os poderes que já existiam na genética de Carol (cujo nome Kree é Car-Ell).

"Seus poderes não são emprestados. Não foram um presente. Não foram um acidente", diz a mãe da Capitã Marvel na revista. A mudança é significativa, como destaca o "The Hollywood Reporter", porque elimina o papel do herói masculino na história de origem da personagem, pintando Carol Danvers, de forma mais definitiva, como "um modelo de empoderamento feminino".

Não se sabe se essa nova origem será replicada fielmente pelo filme, em que Brie Larson vai interpretar a heroína. As primeiras informações e trailers mostram apenas que Carol Danvers, uma ex-piloto militar americana, retorna à Terra com poderes extraordinários após um tempo no que parece ser um grupo de elite alienígena.

Com direção de Anna Boden e Ryan Fleck ("Se Enlouquecer, Não se Apaixone"), "Capitã Marvel" chega aos cinemas em 7 de março de 2019.