Topo

Filmes e séries

Carpenter critica novo "Aventureiros do Bairro Proibido": "Estão cagando para meu filme"

Reprodução
O diretor John Carpenter Imagem: Reprodução

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

12/10/2018 20h42

A nova versão de "Os Aventureiros do Bairro Proibido", clássico cult dos anos 1980 estrelado por Kurt Russell, deve sair do papel em breve, estrelado pelo fortão e imã de bilheteria Dwayne Johnson. Mas nem todo mundo está contente com a notícia. Um das vozes dissonantes é a do próprio diretor do longa original, John Carpenter.

Durante uma mesa redonda com jornalistas, na qual divulgava o novo "Halloween", o cineasta demonstrou todo o seu descontentamento com o projeto, que deve ser uma continuação da história original, não um remake.

“Eles querem fazer um filme com Dwayne Johnson. É isso o que eles querem. Então eles só escolheram esse título. Eles estão cagando para o meu filme e eu. Esse filme não foi um sucesso”, desabafou o diretor, que, no entanto, diz não se opor à produção.

“Eu vou amar, desde que me deem grana. Se me pagarem, será maravilhoso. Acho que todos deveriam me pagar. Por que não? Sou um cara velho que precisa de dinheiro. Me deem dinheiro.”

Reprodução
Cena de "Os Aventureiros do Bairro Proibido" Imagem: Reprodução

No original de 1986, o caminhoneiro Jack Burton (Russell) vai buscar a noiva de um de seus amigos no aeroporto, mas ela é sequestrada por um mago de 2.000 anos. Jack, então, parte em busca do resgate, descobrindo um universo mágico na região de Chinatown.

A nova versão ainda não tem diretor confirmado nem data de estreia e de início da produção. Em entrevista recente, Hiram Garcia, presidente da produtora de Johnson, Seven Bucks, afirmou que o ator jamais tentaria interpretar novamente o personagem de Russell.

"Vamos continuar e expandir o universo do filme. Tudo que ocorreu no original já existe, e só há uma pessoa que pode interpretar Jack Burton. Então estamos apenas nos divertindo, estamos em um bom lugar com a história que criamos. Mas não é um remake, é uma continuação.”

Reprodução
Dwayne Johnson, o The Rock, em cena de "Rampage: Destruição Total" Imagem: Reprodução