Topo

Filmes e séries

Schwarzenegger diz que se arrepende da forma como tratou mulheres no passado

Manuela Scarpa/Brazil News
Imagem: Manuela Scarpa/Brazil News

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

11/10/2018 13h59

Arnold Schwarzenegger pediu desculpas pela forma como tratou mulheres em seu passado. O astro de cinema foi acusado de assédio sexual por diversas mulheres durante sua primeira campanha para governador da Califórnia, estado norte-americano, em 2003.

Schwarzenegger venceu a eleição - e, na época, negou todas as acusações. Em nova entrevista à "Men's Health", no entanto, o ator de 71 anos de idade admite que "passou dos limites várias vezes" ao abordar mulheres.

"Olhando para trás, eu sei que passei dos limites várias vezes. Eu sou o primeiro a dizer 'sinto muito' por tudo isso. Eu me sinto mal, e peço desculpas", comentou o ator.

"Quando eu venci a eleição, eu queria ter certeza que ninguém, incluindo eu, voltasse a cometer esse erro. É por isso que promovi cursos sobre assédio sexual, para ter uma noção do que é aceitável ou não, tanto sob um ponto de vista legal quanto sob um ponto de vista de convivência humana", continuou.

O ator negou que o movimento #MeToo tenha mudado a sua opinião sobre assédio sexual, ou a forma como aborda a sua própria masculinidade. "Eu não mudei nada, eu sou o mesmo cara que sempre fui. A mulher que eu mais amei foi a minha mãe. Eu sempre respeitei as mulheres", disse.

Schwarzenegger atualmente filma o sexto capítulo da franquia "O Exterminador do Futuro", que vai reuní-lo com a Sarah Connor original, Linda Hamilton. A estreia ficou para novembro de 2019.