Topo

Imigrante cubana e uma das maiores popstars atuais: quem é Camila Cabello

Frederick M. Brown/Getty Images
Camila Cabello em performance no American Music Awards, em Los Angeles Imagem: Frederick M. Brown/Getty Images

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

11/10/2018 04h00

As primeiras lembranças que Camila Cabello tem dos Estados Unidos são da viagem de 36 horas de ônibus que ela fez até Miami, cruzando a fronteira para recomeçar a vida em um novo país. A menina que foi criada entre Cuba, onde nasceu e vivia com a mãe, e a Cidade do México, onde seu pai morava, tinha então 7 anos e achava que o objetivo da jornada era conhecer a Disney. Agora, 14 anos depois, ela é quase tão famosa quanto o parque mais visitado do mundo, e reconhecida por uma música que exalta sua cidade natal: "Havana".

Camila Cabello desembarca em Porto Alegre nesta quinta-feira (11) para uma série de quatro shows no Brasil. A cantora de 21 anos é a principal atração do Z Festival, que acontece na capital gaúcha no Pepsi On Stage, e passa ainda por Uberlândia (13/10 - Arena Sabiazinho), São Paulo (14/10 - Allianz Parque) e Curitiba (16/10 - Pedreira Paulo Leminski).

Com sua "Never Be The Same Tour", que já passou pela América do Norte e Europa, é a primeira vez que a estrela pop traz seu show solo para a América Latina. Mas o Brasil não é território novo para a cantora. Ela já se apresentou aqui como integrante do Fifth Harmony em 2014 e 2016. E, apesar de ter saído oficialmente do grupo há menos de dois anos, a carreira compartilhada parece um passado bem distante. 

"O caminho mais fácil seria calar a minha boca, cantar as músicas, vestir as roupas e continuar. Nós estávamos no topo da nossa carreira. Não é a escolha mais segura", admitiu Camila à "Billboard" sobre a decisão de deixar o grupo no auge, após quatro anos e meio juntas. A decisão ousada foi um tiro certeiro.

Lançado em agosto de 2017, o single "Havana" fez dela a primeira mulher a atingir 1 bilhão de streamings no Spotify. No YouTube, o áudio da faixa tem 1,3 bilhão de acessos e o clipe, 692 milhões de visualizações.

Rainha das premiações

Carlo Allegri/Reuters
Camila Cabello sai consagrada do VMA 2018 Imagem: Carlo Allegri/Reuters

Mas nem só de "Havana" se faz Camila Cabello. Uma das integrantes mais carismáticas desde que era parte do grupo que se dissolveu um ano e meio após a saída dela, a cantora sempre investiu em parcerias e nunca deixou sua identidade de lado.

O primeiro álbum, batizado com o próprio nome, estreou em janeiro deste ano, mas antes disso ela já colecionava feats com gente como Shawn Mendes, Pharell Williams, Major Lazer e outros - além de ter garantido seu nome na trilha sonora de "Velozes e Furiosos 8" e de "Bright", filme da Netflix com Will Smith.

O resultado vem não apenas com o sucesso da primeira turnê solo, mas também o reconhecimento que Camila tem tido em premiações de música. Na principal delas, o Grammy, ela fez um discurso politizado falando do orgulho de suas origens: "Meus pais me trouxeram para esse país com nada no bolso além da esperança. Eles me mostraram o significado de trabalhar duro e nunca desistir."

Nesta semana saiu carregada com quatro estatuetas do American Music Awards: artista revelação, música favorita de pop/rock, colaboração do ano ("Havana", com Young Thug) e clipe favorito. E há um mês e meio ganhou das mãos de Madonna o prêmio de clipe do ano no Video Music Awards, principal premiação da MTV americana, além de ter sido escolhida como a artista do ano.

Como devem ser os shows

Darren McCollester/Getty Images for iHeartMedia
Camila Cabello se apresenta em Boston, nos Estados Unidos, em show da turnê "Never Be The Same" Imagem: Darren McCollester/Getty Images for iHeartMedia

Se seguir o repertório que tem mostrado nos últimos shows da "Never Be The Same Tour", Camila apresentará majoritariamente suas próprias músicas no Brasil.

Há espaço para covers - ela mostra sua versatilidade cantando até Elvis Presley - e apenas uma música do Fitfth Harmony, "Reflection", do primeiro disco do grupo.

A fada cubana, apelido carinhoso que ganhou dos fãs, inclui mais da metade do repertório do seu disco de estreia. Entram também as colaborações dela com Machine Gun Kelly ("Bad Things"), Pharell Williams ("Sangria Wine") e Major Lazer ("Know No Better"). E quem sabe Camila não prepare alguma surpresa especial para os brasileiros.

Serviço

Z Festival com Camila Cabello

Porto Alegre - 11 de outubro
Atrações: DJ Sabrina Bastos, Zeeba, Vitor Kley, IZA, Anavitória, Camila Cabello
Onde: Pepsi on Stage (Av. Severo Dullius, 1995 - Anchieta)
Quanto: De R$ 135 a R$ 350 na Bilheteria Digital

Uberlândia - 13 de outubro
Atrações: DJ Thascya, MC WM, DJ Bárbara Labres, Make  U  Sweat, IZA, Anavitória, Camila Cabello
Onde: Arena Sabiazinho (Av. Anselmo Alves dos Santos, 3415 – Santa Mônica)
Quanto: De R$ 90 a R$ 220 no Livepass

São Paulo - 14 de outubro
Atrações: Make U Sweat, MC WM, Vitor Kley. KVSH, Zeeba, Rouge, Camila Cabello
Onde: Allianz Parque (Rua Palestra Itália, 200 - Perdizes)
Quanto: De R$ 130 a R$ 600 no Livepass

Curitiba - 16 de outubro
Atrações: Zeeba, Vitor Kley, Cat Dealers, Anavitória e Camila Cabello
Onde: Pedreira Paulo Leminski (Parque das Pedreiras, R. João Gava, 970 - Abranches)
Quanto: De R$ 150 a R$ 480 no Livepass

Mais Pop