PUBLICIDADE
Topo

Rupert Grint, o Rony de "Harry Potter", quase deixou a saga após 4º filme

Rupert Grint quis sair da franquia que o tornou famoso - Getty Images
Rupert Grint quis sair da franquia que o tornou famoso Imagem: Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

10/10/2018 11h00

A saga "Harry Potter" quase perdeu um de seus protagonistas no meio da produção. O ator Rupert Grint confessou em entrevista ao jornal "The Independent" que pensou em deixar de interpretar Rony  Weasley após finalizar "O Cálice de Fogo", quarto filme da franquia.

"Eu tinha acabado de terminar o ensino médio, e pensei comigo: 'Eu realmente quero continuar fazendo isso?'", relembrou o ator. "Obviamente, é um grande sacrifício. As pessoas subestimam o anonimato".

"Eu também queria ser capaz de fazer coisas normais, sair de casa. Na época, tudo era diferente e um pouco assustador para mim", continuou. "Em vários momentos no meio das filmagens, pensei: 'Chega, já deu para mim'".

Mesmo que tenha retornado para finalizar a franquia, Grint já afirmou diversas vezes que pensou em parar de atuar após completar "Harry Potter". "Essa profissão nunca foi algo que eu realmente quis", contou.

"Eu atuava em peças de teatro na escola, esse tipo de coisa. Eu não fui uma dessas crianças que sonha em ser ator. Eu me apaixonei por isso enquanto fazia, com certeza, mas mesmo assim pensei em parar", completou.

Hoje aos 30 anos de idade, Grint aparece nas séries "Snatch" e "Sick Note". No final do ano, atuará com John Malkovich na adaptação televisiva de "The ABC Murders", livro de Agatha Christie.