Topo

Walking Dead


"Senti solidão e tive crise existencial", diz Glenn após deixar "Walking Dead"

Divulgação
Steven Yeun como Glenn em "The Walking Dead" Imagem: Divulgação

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

2018-10-04T16:43:39

04/10/2018 16h43

Dois anos após a morte de Glenn Rhee em "The Walking Dead", o ator Steven Yeun diz que não retornaria à série nem mesmo para contar a história de origem de seu personagem.

Yeun concedeu entrevista ao "Indie Wire" durante sua participação na Comic-Con de Nova York, onde divulga o filme "Burning". O ator confessou que continua próximo de seus colegas de elenco, mas que "não assiste à série tão frequentemente".

"Às vezes as pessoas se aproximam de mim e propõem: 'Cara, não seria legal fazer um filme de origem sobre o Glenn?'. Eu respondo: 'Não, isso seria horrível'. Faz tanto tempo. Eu era outra pessoa. Eu não acho que conseguiria voltar para esse personagem. Glenn estava preso naquilo que as pessoas pensavam dele. Eu estava preso também - até que saí", comentou.

"Olhando para a forma como eu saí da série hoje em dia, acho que foi um final natural", continuou. "Todo mundo sentiu a mesma coisa. Eu não estava pedindo para sair da série. Era apenas a história e era a hora de Glenn. Além disso, tem algo bonito em dar um fim às coisas, virar a página e fechar o livro".

"Quando saí da série, tive uma crise existencial", contou ainda. "Não porque eu queria voltar para ela, mas porque eu comecei a sentir a solidão da vida, perceber que às vezes as decisões não são tomadas por você. Você é simplesmente engolido pelas coisas das quais faz parte".

O ator ainda adicionou que estava prestes a ser pai pela primeira vez quando parou de interpretar Glenn. Yeun se casou com Joana Pak em dezembro de 2016. "Eu saí daquela série e estava prestes a ter um filho. Tornei-me um adulto. De repente, comecei a pensar: 'P****, eu estou no comando da minha vida. Não sei o que fazer a seguir'", disse.

"The Walking Dead" retorna no próximo domingo com sua nona temporada.

Mais Walking Dead