Topo

Grammy convida 900 novos votantes como parte de iniciativa por diversidade

Getty Images
Alicia Keys entrega prêmio de gravação do ano para Bruno Mars no Grammy 2018 Imagem: Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

04/10/2018 09h31

A Recording Academy, que anualmente concede os troféus do Grammy, convidou 900 novos membros da indústria para se juntarem ao seu corpo de votantes. Segundo a "Billboard", a iniciativa é a primeira medida tomada por uma força-tarefa formada no ano passado, a fim de aumentar a diversidade entre os membros da Academia.

Os nomes dos convidados não foram divulgados. No entanto, a Academia garante que todos os 900 se encaixam em uma das categorias até então pouco representadas no corpo de votantes: mulheres, pessoas não-caucasianas ou pessoas com menos de 39 anos de idade.

Além disso, a Academia anunciou que também tomou atitudes para diversificar os membros de seus comitês de indicação para prêmios técnicos, formados por especialistas de áreas específicas da música. Já neste ano, os comitês serão formados por 51% de mulheres, e 48% de pessoas não-caucasianas - no ano passado, essas porcentagens estavam em 28% e 37%, respectivamente.

Até mesmo nas equipes executivas a Academia buscou diversificar. Os chamados Comitês Nacionais de Governança da instituição serão formados agora por 48% de mulheres (ano passado, o número era 20%) e 38% de pessoas não-caucasianas (anteriormente, eram 30%).

A força-tarefa encarregada de diversificar a Academia do Grammy foi formada em fevereiro, pouco depois do presidente da instituição, Neil Portnow, ser criticado por dizer que artistas femininas tinham que "fazer trabalhos melhores" se quisessem ganhar prêmios nas categorias principais do prêmio, que não são segregadas por gênero.

Durante o Grammy 2018, apenas uma mulher foi premiada com a estatueta nas categorias televisionadas: Alessia Cara, que levou o prêmio de melhor artista revelação.

Tina Tchen, que preside a força-tarefa de diversidade do Grammy, disse que os convites anunciados nesta quinta-feira (4) são "apenas o primeiro passo" nas iniciativas planejadas para os próximos anos. "Queremos trabalhar com a Academia para fazer esse tipo de convite, com essa dimensão, todos os anos", avisou.

O Grammy 2019 acontece em 9 de fevereiro.

Mais Pop