PUBLICIDADE
Topo

"Eu seria um ótimo Lex Luthor", diz Nicolas Cage sobre atuar em "Superman"

O ator Nicolas Cage, que inferiu que está gordo demais para interpretar o Superman - Zou Zheng/Xinhua
O ator Nicolas Cage, que inferiu que está gordo demais para interpretar o Superman Imagem: Zou Zheng/Xinhua

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

01/10/2018 18h21

Nicolas Cage esteve perto de interpretar o Superman há duas décadas, em um projeto encabeçado pelo diretor Tim Burton. Nada aconteceu e, agora, com os rumores de que Henry Cavill pode deixar de interpretar o personagem no cinema, muita gente está fazendo campanha para o ator vestir a capa mais icônica da cultura pop ao menos como piada.

Segundo o próprio Cage, há, no entanto, um problema. Além de estar com 54 anos, atualmente ele não caberia mais no uniforme. “Meus dias de Superman acabaram”, afirmou ele em entrevista ao jornal britânico "The Guardian", dando um tapinha na própria barriga. O entrevistador Hadley Freeman sugeriu, então, que o ator poderia viver um vilão. "Seria ótimo. Eu seria um ótimo Lex Luthor”, disse Cage em seguida.

Vale lembrar que, apesar de imprensa americana dar como certa a saída de Cavill dos filmes da franquia, produzidos pela Warner, nenhum comunicado oficial sobre o assunto foi divulgado. Em sua última aparição no cinema, o personagem Lex Luthor, arquirrival de Clark Kent, foi interpretado por Jesse Eisenberg, que apareceu no polêmico "Batman vs Superman".

Nicolas Cage (ou seria Loki?) trajado como Superman - Reprodução - Reprodução
Nicolas Cage (ou seria Loki?) trajado como Superman
Imagem: Reprodução

Revelações

Na entrevista ao "Guardian", Nicolas Cage, que está divulgando o filme "Mandy", revelou ainda que, para estrelar o longa "Arizona Nunca Mais" (1987), dirigido pelos irmãos Coen, ele precisou repetir 20 vezes seu teste de elenco. Outra revelação: ele quase foi demitido da comédia romântica "Feitiço da Lua" (1987), na qual contracenou com Cher, por insistir que o longa deveria ter referências ao cineasta francês Jean Cocteau.

Cage também falou sobre como foi trabalhar em "Peggy Sue - Seu Passado a Espera", de Francis Ford Coppola, experiência já descrita pela colega  Kathleen Turner como traumatizante. Ela já chegou a chamá-lo de "babaca" após as filmagens. "Acho que Kathleen se divertiu (...) Acho que estávamos um pouco apaixonados um pelo outro, para ser honesto", afirmou o astro.