PUBLICIDADE
Topo

Entretenimento

Quem são os artistas gringos que estão fazendo campanha contra Bolsonaro

Stephen Fry, Ellen Page e Dan Reynolds - Getty/Reprodução/Montagem
Stephen Fry, Ellen Page e Dan Reynolds Imagem: Getty/Reprodução/Montagem

Leonardo Rodrigues

Do UOL, em São Paulo

28/09/2018 10h27

A campanha #EleNão, que vem espalhando a hashtag para protestar contra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), líder nas pesquisas de intenção de voto, recebeu a adesão de artistas e celebridades brasileiras e também de diversos nomes da cultura pop internacional.

Stephen Fry, Ellen Page, Dan Reynolds, Alfonso Herrera, Lauren Jauregui, Dua Lipa, Nicole Scherzinger, Shangela, Kehlani, Jessica Wild, Madeline Brewer e a banda americana Black Eyed Peas, entre vários outros, já manifestaram apoio à causa, que ganhou ares globais.

Veja a seguir quem já se aderiu ao #EleNão lá fora.

O ator e escritor britânico Stephen Fry, 61 - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Stephen Fry

O escritor e comediante britânico conversou pessoalmente com Bolsonaro, em 2013, nas filmagens do documentário "Out There", que tratou o avanço da homofobia no mundo. Em entrevista ao UOL, Fry afirma que o deputado é populista, tem intelecto insignificante, coração de pedra e, em vivendo em uma nação marcada pela diversidade, ele não representa o que é de fato o Brasil. "Bolsonaro é um homem incapaz ou pouco disposto a seguir argumentos racionais, apenas capaz de repetir mantras de 'naturalidade' e 'família'", escreveu.

Ellen Page entrevista Bolsonaro - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Ellen Page

Estrela de filmes como "Juno" e "A Origem", a atriz canadense também entrevistou Bolsonaro para o documentário "Gaycation". Para ela, o candidato prolifera um tipo de atitude inaceitável. "Ele é perigoso, homofóbico, racista e misógino", escreveu a atriz nas redes sociais, citando uma das declarações mais famosas do presidenciável, que disse preferir "que filho morra em um acidente do que ele aparecer com um cara de bigode".

madonna - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Madonna

A rainha do pop usou seu Instagram para passar mensagem contrária ao deputado. Em uma imagem em que aparece com a boca tapada e a inscrição "liberdade", ela usou a hashtag #Elenão e também #endfacism (fim do fascismo). 

Dan Reynolds, vocalista do Imagine Dragons, adere à campanha #elenão contra Jair Bolsonaro - Gabe Ginsberg/Getty Images for iHeartMedia - Gabe Ginsberg/Getty Images for iHeartMedia
Imagem: Gabe Ginsberg/Getty Images for iHeartMedia

Dan Reynolds

O líder da banda americana Imagine Dragons vestiu uma camiseta da campanha #EleNão nos bastidores do festival iHeartRadio, em Las Vegas. O vocalista já havia tuitado contra o candidato do PSL. "Isso não representa o Brasil que eu conheço e amo", escreveu o artista, que esteve por aqui em março e fez um dos shows mais concorridos do Lollapalooza Brasil.

O ator mexicano Alfonso Herrera - Reprodução/Instagram/ponchohd - Reprodução/Instagram/ponchohd
Imagem: Reprodução/Instagram/ponchohd

Alfonso Herrera

Ex-integrante do grupo RBD, da série "Sense8" e intérprete do padre Tomás Ortega em The Exorcist, o cantor mexicano criticou Bolsonaro e compartilhou a imagem símbolo da campanha #EleNão e a capa da revista britânica The Economist que classifica o brasileiro como uma "ameaça para a América Latina".

A banda The Black Eyed Peas - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Black Eyed Peas

Um dos grupos de maior sucesso dos anos 2000, o Black Eyed Peas endossou a campanha internacional contra Jair Bolsonaro e salientou que é preciso respeitar a diversidade. "Brasil, estamos com vocês nessa luta! Muito amor, diversidade e respeito! 'Ele Não'", escreveu a banda na internet.

Tom Morello pede justiça para Marielle em show em Porto Alegre - Denilson Santos/AgNews - Denilson Santos/AgNews
Imagem: Denilson Santos/AgNews

Tom Morello

O ex-guitarrista do Rage Against the Machine e do Audioslave se apresentou em São Paulo este mês e subiu ao palco pedindo "Justiça para Marielle" em sua guitarra, referência ao caso ainda não solucionado da vereadora assassinada no Rio. No Twitter, Morello aderiu ao #EleNão usando a hashtag, ao agradecer os fãs pela ótima noite.

No Twitter nesta quarta (19), Tom ainda aderiu ao #EleNão através da hashtag, ao agradecer os fãs pela ótima noite.... - Veja mais em https://universa.uol.com.br/noticias/redacao/2018/09/21/famosos-internacionais-tambem-aderem-a-movimento-elenao-contra-bolsonaro.htm?cmpid=copiaecola

A cantora Cher - Hannah McKay/Reuters - Hannah McKay/Reuters
Imagem: Hannah McKay/Reuters

Cher

Atualmente divulgando álbum de covers do Abba, Cher retuitou uma mensagem de uma página de fãs brasileiras, também se posicionando contra Bolsonaro.

Lauren Jauregui posa para a revista Nylon - Lindsey Byrnes/Nylon - Lindsey Byrnes/Nylon
Imagem: Lindsey Byrnes/Nylon

Lauren Jauregui

Revelada pelo grupo Fifth Harmony, a cantora Lauren Jauregui compartilhou no Instagram, usando várias exclamações, um post de Pabllo Vittar sobre a campanha #EleNão. O assunto entrou nos trending topics brasileiros.

Nicole Scherzinger - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Nicole Scherzinger

A cantora e atriz, ex-integrante do The Pussycat Dolls, compartilhou a campanha e escreveu: "Para todos os meus fãs no Brasil: estou enviando muito amor. Levante-se pela igualdade, respeito e amor. Certifique-se de votar nas próximas eleições presidenciais e seja ouvido".

dua-lipa -  -

Dua Lipa

A cantora inglesa se posicionou repostando um tuíte de Peter Meiszner, editor de uma publicação de arquitetura e urbanismo de Vancouver, que compara Bolsonaro a Donald Trump. "Ele disse que preferia que seu filho morresse a ser gay. E, na frente das câmeras, ele falou a uma congressista que ele não a estupraria porque ela é feia'. Brasil flerta com um retorno aos dias sombrios."

Shangela no camarim do Teatro Bradesco - Mariana Pekin/UOL - Mariana Pekin/UOL
Imagem: Mariana Pekin/UOL

Shangela

A drag queen americana que ficou famosa no reality "RuPaul's Drag Race" se dirigiu aos fãs brasileiros: "É importante estar envolvido e deixar sua voz ser ouvida! Assegure-se do seu voto nas próximas eleições presidenciais e defenda a igualdade, o respeito e o amor. Eu amo todos vocês."

Jessica Wild   - Christopher Polk/Getty Images - Christopher Polk/Getty Images
Imagem: Christopher Polk/Getty Images

Jessica Wild

Outra drag, a porto-riquenha escreveu que, "com todo o respeito, sei que as eleições estão chegando no Brasil e peço que tenham cuidado ao escolher seu candidato. Não deixem que uma pessoa homofóbica, racista e semeadora do ódio ganhe. Amo vocês, Brasil!"

Indya Moore  - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Indya Moore

"Brasil! Não vote no Bolsonaro! Ele é anti-LGBTQ e misógino. Ele está manipulando as massas para criminalizar e discriminar as pessoas por não serem cis/hétero. Proteja suas famílias inocentes, amigos e entes queridos, do dano capital existencial desnecessário!", postou a atriz e modelo americana Indya Moore, da série "Pose".

Kehlani - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Kehlani

Assim como Dua Lipa, a cantora e compositora americana de hip-hop republicou o post do jornalista Kehlani usando a hashtag #EleNão. "Fique firme, Brasil", escreveu.

A atriz Madeline Brewer, de "The Handmaid's Tale", em São Paulo - Francisco Cepeda/AgNews - Francisco Cepeda/AgNews
Imagem: Francisco Cepeda/AgNews

Madeline Brewer

"Todo meu amor ao Brasil e força para vocês na sua luta", escreveu no Twitter a atriz da série "Orange Is the New Black",atualmente em "The Handmaid's Tale", postando artigo do jornal The New York Times intitulado "Brasil flerta com o returno de dias obscuros".

Édgar Ramírez - Jamie McCarthy/WireImage - Jamie McCarthy/WireImage
Imagem: Jamie McCarthy/WireImage

Édgar Ramírez

"Unidos contra a misoginia, o racismo e a homofobia em qualquer lugar onde isso queira se estabelecer. O Brasil resiste. #EleNão", escreveu o ator venezuelano, da minissérie "Carlos".

Antoni Porowski, de "Queer Eye" - Getty Images - Getty Images
Imagem: Getty Images

Antoni Porowski

O chef Antoni Porowski, da série "Queer Eye", foi conciso. "Permaneçam fortes, Brasil" postou usando a hashtag da campanha.

Entretenimento