PUBLICIDADE
Topo

Marty Balin, fundador e vocalista do Jefferson Airplane, morre aos 76 anos

Marty Balin, do Jefferson Airplane, participa da cerimônia do Grammy em 2016 - Jason Merritt/Getty Images
Marty Balin, do Jefferson Airplane, participa da cerimônia do Grammy em 2016 Imagem: Jason Merritt/Getty Images

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

28/09/2018 20h28

Marty Balin, fundador da banda Jefferson Airplane e voz dos maiores sucessos da banda, morreu na quinta-feira (27), confirmou seu agente. A causa da morte do músico, que tinha 76 anos, ainda não foi confirmada. Susan Joy Balin, mulher do cantor, estava ao lado dele no momento da morte. 

Vale lembra que Marty Balin passou por uma cirurgia no coração em 2016 em Nova York e, mais tarde, processou o hospital por negligência.

As redes sociais do Jefferson Airplane já foram atualizadas lamentando a morte de Marty. "Perdemos uma verdadeira lenda. Marty Balin ajudou a dar início a uma revolução que ainda está viva hoje em dia. Sentiremos profundamente a sua falta", diz o texto.

O Jefferson Airplane iniciou sua história em 1965, em São Francisco. A banda faz parte da fundação da cena musical psicodélica da cidade do norte da Califórnia - que seria uma das bases do Verão do Amor, em 1967. 

Nascido Martyn Jerel Buchwald, Balin formou a banda com Paul Kantner, Jorma Kaukonen, Jack Casady, Skip Spence e Signe Anderson. O primeiro álbum, "Jefferson Airplane Takes Off", saiu em 1966.

A banda foi uma das atrações do lendário festival de Woodstock, em 1969, fazendo uma apresentação histórica na ocasião. "White Rabbit", "Somebody To Love" e "Volunteers" estão entre os maiores sucessos do grupo. Este último faz parte da trilha sonora do filme "Forrest Gump: O Contador de Histórias" (1994), vencedor de seis Oscars.

Balin deixou o Jefferson Airplane pela primeira vez em 1971 e acabou voltando a pedido de Paul Kantner em 1975, quando a banda já se apresentava como Jefferson Starship. Ele ficou até 1978 e foi responsável por hits como "Caroline", "Miracles", "With Your Love", "Count on Me" e "Runaway". Depois de algumas turnês com Airplane e Starship, ele deixou as bandas de vez em 2008.

Em 1981, Marty Balin lançou seu primeiro álbum solo, "Balin". Em carreira solo ele ainda lançaria outros sete álbuns. O músico entrou para o Hall da Fama do Rock em 1996, como um dos membros do Jefferson Airplane.

Marty Balin deixa a esposa, Susan. Juntos, o casal tinha quatro filhas: Jennifer e Delaney, de Marty, e Rebekah e Moriah, de Susan.