PUBLICIDADE
Topo

Prêmio Multishow chega à sua 25ª edição: relembre os momentos marcantes

O beijão de Tiago Iorc e Tatá Werneck no Prêmio Multishow de 2016 - Thyago Andrade/Brazil News
O beijão de Tiago Iorc e Tatá Werneck no Prêmio Multishow de 2016
Imagem: Thyago Andrade/Brazil News

Renata Nogueira

Do UOL, em São Paulo

25/09/2018 04h00

Celebrando 25 anos, o Prêmio Multishow promete momentos marcantes para a música brasileira na noite desta terça-feira (25). Após arrasar nas últimas cinco edições, Anitta finalmente faz sua estreia como apresentadora. A cantora vai dividir a função com a veterana Tatá Werneck, o que por si só já deve gerar muitos memes. Mas além do humor, a cerimônia também deve vir carregada de conscientização em ano de eleições disputadíssimas. 

A parte séria do show fica a cargo de Pabllo Vittar, que apresentará a canção "Indestrutível" com um corpo de 40 bailarinos e levará ao palco um manifesto sobre empoderamento de gêneros e sexualidade. Uma homenagem a Ivete Sangalo, maior vencedora da história do Prêmio Multishow, com 17 troféus, também deve emocionar.

A memória afetiva do público que acompanha o evento desde o início deve ser tocada com Os Tribalistas, que se apresentam pela primeira vez na premiação quinze anos depois de levarem suas primeiras três estatuetas para casa. Além deles, uma banda formada pelos principais nomes do pop rock brasileiro vai relembrar os principais hits do gênero nos últimos 25 anos e homenagear o Charlie Brown Jr. Youtubers e funkeiros da nova geração também farão sua parte em um pré-show lembrando hits de edições passadas.

Na preparação para a nostalgia que deve dominar as mais variadas telas de transmissão ao vivo da edição de 2018 - que começa a partir das 20h30 nas redes sociais e 21h30 no canal a cabo - recordamos 10 momentos marcantes nestes últimos 25 anos. Lembra de mais algum? Deixa lá nos comentários.

Votos por telefone

Quando nasceu, em 1994, o Prêmio Multishow se chamava Prêmio TVZ e tinha apenas cinco categorias: melhor grupo nacional, intérprete feminino, intérprete masculino, clipe nacional e revelação. A TV a cabo ainda era novidade no país, e os assinantes escolheram os indicados e os vencedores por telefone. Cissa Guimarães foi a responsável pelas ligações e pelo ao vivo. 

Invadindo o Municipal

Os Raimundos não puderam tocar ao vivo "Deixa Eu Falar", uma das concorrentes a melhor música de 2000 (perdeu para o fenômeno "Anna Julia", dos Los Hermanos). Isso porque o prêmio acontecia no Theatro Municipal do Rio de Janeiro e o som pesado da banda poderia abalar os cristais do histórico edifício. A solução foi fazer uma versão acústica de "Mulher de Fases".

Cinco anos depois dos Raimundos, Tati Quebra Barraco levou seus proibidões ao teatro. Era 2005 e o hit "Dako É Bom" ficou de fora, mas a funkeira apostou em "Se Marcar" e "Kabo  Kaki", atraindo olhares curiosos na plateia.

Tati Quebra Barraco - Reprodução/Canal Bis - Reprodução/Canal Bis
Tati Quebra Barraco levou funk ao Theatro Municipal do Rio no Prêmio Multishow 2005
Imagem: Reprodução/Canal Bis

Sandy aclamada e Júnior vaiado

Sandy protagonizou um momento fofo ao levar o prêmio de melhor cantora em 2002. Ela fez questão de levar o irmão, Júnior, junto com ela para o palco para receber a estatueta das mãos de ninguém menos que Gilberto Gil. "Você não desgruda dele mesmo, né?", comentou Gil. Júnior levou com bom humor e disse que só topou ir junto para dar um abraço na lenda da MPB.

Três anos depois, em 2005, o irmão de Sandy seria vaiado ao ser escolhido como melhor instrumentista. "Deixa eu terminar de falar, depois vocês fazem o que quiserem", disse ao ouvir as vaias. "Sei que não estou pronto, mas esse troféu é um incentivo para eu melhorar", concluiu o artista que hoje trabalha com produção e comanda um popular canal no YouTube sobre música.

Adeus, Bussunda

Em 2006, Maria Paula e Bussunda entregaram o prêmio de melhor DVD para o grupo O Rappa. Aquela ocasião viria a ser uma das últimas aparições públicas do humorista do "Casseta & Planeta". Ele morreu um mês depois de um ataque cardíaco.

Melhor cantor sem voz 

Estourado com a música "Sozinho", Caetano Veloso foi eleito melhor cantor em 1999. Ao subir no palco para buscar o prêmio, ele anunciou: "o melhor cantor não tem voz no momento", brincando com o fato de que estava rouco no dia.

Caetano ainda viria a fazer história em 2013 em um dueto marcante com Emicida que lembrou o pedreiro desaparecido Amarildo. 

Em 2015, Caetano foi homenageado e também homenageou. Com Gilberto Gil, ele surpreendeu Gal Costa com uma estatueta pelos 50 anos de carreira.

Caetano Veloso Emicida - Photo Rio News - Photo Rio News
Caetano Veloso e Emicida em performance histórica no Prêmio Multishow de 2013
Imagem: Photo Rio News

Treta de Champignon e Castanho

Ao levar o troféu de melhor instrumentista em 2007, quando estava no grupo Os Revolucionnários, o baixista Champignon mandou uma direta para o então guitarrista do Charlie Brown Jr., Thiago Castanho, que estava na disputa da mesma categoria. "Aí, mané, você vai ter que me engolir de novo."

Ivete Sangalo grávida - Cecília Acioli/Folhapress - Cecília Acioli/Folhapress
Ivete nos bastidores do Prêmio Multishow 2009
Imagem: Cecília Acioli/Folhapress

Ivete gravidíssima

Anos antes de revelar sua gravidez de gêmeas no palco do Rock in Rio 2017, Ivete Sangalo apresentou-se barriguda do seu primogênito Marcelo no Prêmio Multishow de 2009.

Recordista de troféus no Prêmio Multishow (são 17 já acumulados), a mamãe do axé cantou "Falsa Baiana" ao lado de Zeca Pagodinho.

Luan revelação

Artista revelação em 2010, Luan Santana mal sabia que ele viria a ser o segundo recordista da história da premiação. Hoje o cantor sertanejo acumula 10 estatuetas e fica atrás apenas de Ivete Sangalo.

O artista, na época um novato, até confundiu Fernanda Torres, que chegou a anunciar Móveis Coloniais de Acaju como artista revelação antes de corrigir o erro e entregar o prêmio para o dono do hit "Meteoro".

Thiaguinho e Péricles - Photo Rio News - Photo Rio News
Thiaguinho e Péricles reunidos após o fim do Exaltasamba
Imagem: Photo Rio News

Thiaguinho e Péricles

Em 2013, um dos pontos altos da noite foi o reencontro dos pagodeiros Thiaguinho e Péricles, que não dividiam o palco desde a separação do Exaltasamba, um ano antes. Os ex-parceiros afastaram os boatos sobre brigas e cantaram juntos as faixas "Eu Choro", "Já Tentei", "Luz do Desejo", "Tá Vendo Aquela Lua" e "Livre Pra Voar".

Tatá e Fafá causando

A edição de 2016 foi pura causação.

Em meio a boatos de que estava saindo com Tiago Iorc, a apresentadora do prêmio, Tatá Werneck, tascou um beijão na boca do cantor do momento.

A cena deixou os espectadores ainda mais confusos sobre a veracidade da relação (passados dois anos, ela está com Rafael Vitti e Tiago Iorc sumiu).

Já Fafá de Belém tirou a roupa e ficou só de maiô no palco. O motivo? Ela ficou inspiradíssima com a performance sexy de Anitta que tinha visto minutos antes.

Fafá de Belém - Thyago Andrade/Brazil News - Thyago Andrade/Brazil News
Inspirada pela apresentação sexy de Anitta, Fafá de Belém abre seu vestido
Imagem: Thyago Andrade/Brazil News

Bônus:

Só dá ela: Anitta

Pre-pa-ra! Foi com "Show das Poderosas" que Anitta foi convidada pela primeira vez para participar do Prêmio Multishow há cinco anos, em 2013. Saiu de lá aplaudida e como a mais premiada da noite, com as estatuetas de música-chiclete e melhor clipe pela música que a revelou nacionalmente.

Em 2014 Anitta voltou indicada com "Zen" como melhor música e ainda se apresentou com outros funkeiros em uma homenagem ao ritmo.

Em 2015 levou mais dois troféus pra casa: melhor show e melhor música por "Ritmo Perfeito", além de participar da homenagem aos 50 anos de carreira de Caetano Veloso e Gilberto Gil cantando "Gatas Extraordinárias".

2016 foi ano de "surra de hits" de Anitta em uma apresentação marcante e sensual em que fez um medley de nove músicas, todas conhecidíssimas em uma carreira de apenas três anos. Além de melhor show, naquele ano levaria melhor música pela parceria com o Jota Quest e Nile Rodgers em "Blecaute".

Anitta consagrou-se em 2017 como a grande vencedora do Prêmio Multishow. Pagou peitinho durante seu show, mas saiu da cerimônia com os troféus de melhor cantora, melhor música e música chiclete. 

O que podemos esperar de Anitta em 2018?

Anitta música-chiclete - Foto Rio News - Foto Rio News
Anitta quase irreconhecível em sua primeira edição do Prêmio Multishow, em 2013
Imagem: Foto Rio News