PUBLICIDADE
Topo

Diretor se arrepende de tatuagem do Coringa em "Esquadrão Suicida"

Jared Leto como Coringa, em "Esquadrão Suicida" - Reprodução
Jared Leto como Coringa, em "Esquadrão Suicida" Imagem: Reprodução

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

24/09/2018 16h09

David Ayer, diretor de "Esquadrão Suicida", usou o Twitter no final de semana para interagir com seus seguidores e tirar algumas dúvidas sobre seus filmes.

Perguntado sobre o visual do Coringa, interpretado por Jared Leto no projeto, mais especificamente sobre a palavra "Damaged" tatuada no alto da cabeça do vilão, o cineasta foi sincero ao indicar que errou.

"Sim, eu tenho que me culpar por essa parte. Foi uma passo maior que a perna", respondeu Ayer.

Os fãs comentaram no post do diretor que ficaram divididos sobre a polêmica tatuagem -- cujo significado, em português, é "danificado" ou "prejudicado". Alguns não se importaram com o visual do grande inimigo do Batman, enquanto outros acharam os desenhos "um pouco demais".

"Esquadrão Suicida" estreou em agosto de 2016 e arrecadou quase US$ 750 milhões. Apesar do filme conquistar bom número nas bilheterias mundiais, tanto que uma continuação já foi anunciada, o filme não agradou tanto os fãs da DC nem os críticos. No "Rotten Tomatoes", um agredador de críticas, a produção foi aprovada por 60% do público geral, enquanto apenas 20% dos críticos elogiaram o filme.