PUBLICIDADE
Topo

Apple cancela série produzida por Dr. Dre por conteúdo violento e sexual

Getty Images
Imagem: Getty Images

Caio Coletti

Colaboração para o UOL

24/09/2018 11h10

O CEO da Apple, Tim Cook, quer que as futuras produções televisivas da companhia sigam mais o estilo "para toda a família" das emissoras abertas norte-americanas. Segundo o "Wall Street Journal", a ordem veio após o executivo assistir a uma prévia de "Vital Signs", produção do rapper Dr. Dre.

De acordo com a matéria, Cook ficou chocado com cenas da produção, que incluíam o consumo de drogas ilícitas (cocaína), uma orgia na sala de uma mansão e diversos momentos em que armas de fogo eram exibidas abertamente.

O resultado é que "Vital Signs" não será mais exibida pela Apple, e várias outras produções da empresa foram afetadas pela diretiva. Por exemplo: uma série da comediante Whitney Cummings, que tocaria no espinhoso tema do assédio sexual e do movimento #MeToo, também foi cancelada.

Além disso, um suspense produzido por M. Night Shyamalan teve que retirar símbolos religiosos como crucifixos de algumas cenas.

Em "Vital Signs", Dr. Dre ia interpretar uma versão de si mesmo. Os seis episódios da minissérie seguiriam um caminho semi-autobiográfico, e seriam dirigidos por Paul Hunter ("O Monge à Prova de Balas"). Por enquanto, a série não encontrou uma nova casa.