Topo

Filmes e séries

Mickey Mouse, 90 anos: 5 curiosidades sobre o icônico personagem da Disney

Reprodução
Mickey Mouse em cena de ""Steamboat Willie" (1928) Imagem: Reprodução

Rodolfo Vicentini

Do UOL, em São Paulo

23/09/2018 04h00

Um dos personagens mais amados da cultura pop comemora 90 anos em 2018. Mickey Mouse foi uma criação do poderoso Walt Disney em 1928, e fez sua estreia oficial em 18 de novembro no curta "Steamboat Willie". Amado e conhecido mundialmente, o personagem não colheu apenas frutos durante sua "carreira" --foi por pouco que ele não ganhou vida, não fosse pela insistência de seu criador.

Após tantas aventuras em quase um século de vida, conheça 5 curiosidades do Mickey.

Mickey era na verdade... Mortimer?

O personagem principal de Walt Disney na década de 1920 era Oswald, o coelho sortudo. O criador pensava que a animação fofinha seria um sucesso, mas recebeu um "não" dos investidores quando tentou arranjar grana para uma produção. Como os direitos autorais pertenciam a eles, Walt não pôde fazer nada. Mas ele era persistente. Tanto que já na viagem de volta planejou um camundongo alegre com orelhas redondas. Agora sim, Mortimer estava pronto. Calma, e o Mickey? Então, o primeiro nome do icônico personagem era muito diferente do que estamos acostumados hoje, e foi graças a mulher de Disney, Lillian, que o desenho ganhou o nome de Mickey. 

Divulgação
Walt Disney com sua criação, o Mickey Mouse Imagem: Divulgação

O sucesso não veio de imediato

Com Mickey finalizado agora só faltava uma animação para ele. Walt Disney embarcou imediatamente no primeiro desenho animado do seu novo produto, "Mickey Mouse: Plane Crazy". O entusiasmo desapareceu quando nenhum distribuidor se interessou pelo filme. O norte-americano arriscou mais um desenho animado mudo, intitulado "Mickey, The Gallopin' Gaucho". Porém, a Warner Bros. já estava focada nos filmes falados, e não deu bola para o projeto. Finalmente, a estreia do personagem aconteceu no curta "Steamboat Willie", que chegou quase há 90 anos no cinema Colony Theatre, de Nova York, tornando-se o primeiro desenho animado com som sincronizado da história.

As primeiras palavras

Walt Disney era esperto e não iria esperar muito para entrar na então novidade da sétima arte (os filmes falados). No ano seguinte ao lançamento de Mickey, o seu criador apostou no curta "The Karnival Kid", que marcou as primeiras palavras do personagem: "Hot dog! Hot dog!". A partir daí, na maioria dos curtas estrelados por ele durante a Segunda Guerra Mundial, era o próprio Walt Disney que dava voz ao protagonista.

AP Photo/Shuji Kajiyama
Mickey Mouse vira um Transformer na Tokyo Toy Show, no Japão Imagem: AP Photo/Shuji Kajiyama

Primeiro personagem de desenho animado "mundial" 

O sucesso de Mickey foi arrebatador, sendo um marco para a indústria pop como o primeiro desenho que se espalhou pelo mundo. Um livro sobre o Mickey saiu em 1930, enquanto o primeiro relógio oficial do personagem ganhou as lojas em 1933. O símbolo da Walt Disney Company ainda ganhou alguns nomes distintos em certos países do mundo: em italiano, é chamado de Topolino; em alemão, é o Micky Maus; em espanhol, Raton Mickey; em sueco, Musse Pigg; e em mandarim, Mi Lao Shu.

Na televisão e no Oscar

Mickey chegou aos televisores norte-americanos em 1950, no especial natalino "One Hour in Wonderland". Junto com a novidade, ainda foi exibido na grade televisiva a animação clássica "Relojoeiros das Alturas", lançada em 1937. O sucesso no cinema, na televisão e em praticamente todas as áreas em que atuava levou Mickey ao maior prêmio do cinema: o Oscar. Walt Disney levou um prêmio pelo criação do personagem em 1932, mas o próprio Mickey só foi estrear no evento em 1998, quando entregou um envelope para o ator Tom Selleck. Cinco anos depois, o camundongo voltou para a cerimônia em Hollywood como uma animação ao lado da atriz Jennifer Garner.

Errata: o texto foi atualizado
23/09/2018 às 13h00
Diferentemente do informado na primeira versão do texto, Mickey Mouse é um camundongo

Newsletters

Receba por email as principais notícias do UOL sem pagar nada.

Quero receber