PUBLICIDADE
Topo

Drake recruta novos "dançarinos" para turnê: 200 drones

Drake durante show no Madison Square Garden, em Nova York - Jamie McCarthy/Getty Images
Drake durante show no Madison Square Garden, em Nova York Imagem: Jamie McCarthy/Getty Images

Osmar Portilho

Colaboração para o UOL

23/09/2018 12h09

Grandes artistas do mundo pop não abrem mão de ter alguns números especiais com dançarinos e coreografias em seus espetáculos. Em sua nova turnê, Drake tem usado um recurso ousado e inovador com duzentos drones sobrevoando sua cabeça no palco.

Os veículos aéreos não tripulados foram construídos pela empresa Verity Studios, que fica em Zurique. Na Rolling Stone americana, o fundador Rafaello D'Andrea explicou como os aparelhos funcionam durante performances como a de Drake.

Os drones pesam "menos que uma fatia de pão" e possuem luzes potentes e inúmeros sensores para prevenir colisões.

O pedido da equipe de Drake surgiu há alguns meses. "Eles queriam algo que nunca havia sido visto antes", explicou o executivo, cuja empresa já prestou serviços para o Metallica e Cirque Du Soleil.

"O que o nosso time cria é algo deslumbrante. Os coreógrafos de drones trabalharam em parceria com a equipe criativa do Drake para criar vários conceitos para o show, como formatos geométricos e tornados com drones até chegarmos no resultado final".